Justiça do Rio adia julgamento de Piruinha, contraventor de 94 anos acusado de morte de comerciante

A Justiça do Rio adiou para o dia 25 de abril o julgamento do bicheiro José Caruzzo Escafura, o Piruinha, de 94 anos. O contraventor é acusado de matar o comerciante de carros Natalino José do Nascimento Espínola, o Neto, em julho de 2021, em Vila Valqueire, na Zona Oeste.

A sessão estava programada para esta terça-feira (9), no 3º Tribunal do Júri, no Centro do Rio.

mais velho membro vivo da antiga cúpula do jogo do bicho do Rio de Janeiro – como mostra a série documental “Vale o Escrito”, do Globoplay, que expõe o submundo da contravenção no RJ – participa por videoconferência de sua casa, onde cumpre prisão domiciliar.

Ele foi preso há 2 anos em uma operação da Polícia Civil do RJ e do Ministério Público do Rio.

Segundo as investigações, a mando do bicheiro, o PM Jeckson Lima Pereira, segurança do bicheiro, executou Neto, que era dono de uma loja de carros. O MP aponta que a execução seria uma forma de punição pelo fato de não ter quitado uma dívida.

“Exerce, há décadas, o domínio do jogo do bicho em diversas regiões da cidade”, diz o do MP.

 

“Piruinha ainda arrenda outras áreas para exploração de jogos de azar para outros contraventores.”

No fim de 2023, Piruinha sofreu uma queda no banheiro do presídio e, desde então, está preso com medidas cautelares em sua casa, devido a problemas de saúde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *