No Rio, 1.737 pessoas são atendidas em postos médicos no Sambódromo

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) do Rio de Janeiro fez 49 atendimentos em seus postos médicos montados no Sambódromo, na terça-feira (12) de carnaval, durante os desfiles das escolas de samba mirins.

Segundo dados divulgados hoje (22) dois pacientes adultos foram transferidos para hospitais da rede municipal. Desde o início dos desfiles, na sexta-feira (17), até ontem, foram efetuados 1.737 atendimentos.

As equipes do Instituto Municipal de Vigilância Sanitária, Vigilância de Zoonoses e Inspeção Agropecuária (Ivisa-Rio) trabalharam no Sambódromo na fiscalização do cumprimento das normas sanitárias. Foram feitas 13 visitas de inspeção a serviços de alimentação, ambulâncias, estandes e instalações no local.

No carnaval de rua, a secretaria deu suporte aos blocos dos circuitos do centro da cidade e da zona sul, com quatro postos médicos instalados para atendimento aos foliões. Ontem (21), os postos atenderam 163 pessoas, somando dez remoções para hospitais da rede. Desde o início da operação, os postos médicos totalizaram 493 atendimentos, com 36 pacientes transferidos.

Os sete postos médicos do Sambódromo do Rio voltarão a funcionar no próximo sábado (25) para o desfile das campeãs do carnaval. A secretaria também vai garantir o atendimento de saúde hoje (22) durante a apuração na Praça da Apoteose. No carnaval de rua, os postos médicos funcionarão até o domingo (26) quando desfilam os últimos blocos da temporada, incluindo o Monobloco, no centro da cidade; o Fofoqueiros de Plantão, no Jardim Botânico; o Berço do Samba, na Lapa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *