De rainha de bateria a denunciada por negociar apoio político com miliciano: saiba quem é Thay Magalhães

G1 – Dentista de formação, e famosa por algumas polêmicas no carnaval carioca, Thaianna Cristina Barbosa dos Santos, de 32 anos, conhecida como Thay Magalhães, vinha fazendo carreira ascendente na política.

Antes de ser flagrada pelas investigações do Grupo de Atuação Especializada e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público e da 48ª DP (Seropédica), que mostraram que ela e outros três pré-candidatos negociaram apoio com o miliciano Tandera nas eleições de 2020, Thay vinha assumindo sucessivos cargos públicos de forma comissionada. Chegou a ter três simultaneamente (Veja abaixo)

Em outubro de 2018, Thay, então com 27 anos, já atuava na Prefeitura de Belford Roxo. Ela foi nomeada pelo prefeito Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho, para integrar uma Comissão Especial de Credenciamento de Serviços de Saúde para Contratação de Prestadores de Serviços para Secretaria de Saúde daquele município.

Ela exerceu o cargo de secretária adjunta por sete meses e deixou a comissão em maio de 2019.

A nomeção e a exoneração de Thay em Belford Roxo — Foto: Reprodução

A nomeção e a exoneração de Thay em Belford Roxo — Foto: Reprodução

Nomeação tripla em 2019

 

Antes, no entanto, Thay já estava nomeada como secretária parlamentar no gabinete do deputado federal Márcio Labre, em Brasília, como mostra o site da Câmara.

Foram dois períodos no cargo: de dezembro de 2019 a fevereiro de 2020, e de fevereiro de 2020 a junho daquele mesmo ano. A remuneração bruta era de quase R$ 15 mil.

Thay passou por gabinete de deputado em Brasília — Foto: Reprodução

Thay passou por gabinete de deputado em Brasília — Foto: Reprodução

Nomeação em fereveiro para a Alerj — Foto: REprodução

Nomeação em fereveiro para a Alerj — Foto: REprodução

Thay Magalhães só pediria exoneração do cargo no gabinete do deputado Márcio Labre em junho de 2020 para se candidatar à prefeitura de Mesquita. Foi nessa campanha política que foi flagrada com o miliciano Tandera (Veja foto abaixo).

Thay não se elegeu, ficando em terceiro lugar na disputa, mas não ficou fora da política: ganhou um cargo comissionado na Casa Civil do Governo do Estado em fevereiro de 2021.

Carnaval X Política

 

Em março de 2021, Thay foi anunciada como rainha de bateria da Paraíso do Tuiuti, e começou a se dedicar aos compromissos da escola.

Ela exibia uma rotina de malhação, aulas de samba, eventos na agremiação e, no começo de junho, ganhou um quadro em um programa de TV, o “Vem com a Thay”, onde entrevistava personalidades e mostra curiosidades da vida dos famosos.

A rotina agitada ocorreu enquanto ela exercia o cargo de assessora da Subsecretaria de Administração da Casa Civil do Estado do Rio de Janeiro, posto comissionado para o qual foi nomeada em 11 de fevereiro daquele ano com salário bruto de R$ 8 mil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *