13 de julho de 2024

TV Prefeito

Portal de notícias dos municípios com videos e entrevistas. Cobertura diária das cidades das regiões: Metropolitana, Serrana, Lagos, Norte, Noroeste, Médio Paraíba e Centro Sul do estado do Rio de Janeiro. O melhor da notícia está aqui.

Conheça os principais canais de atendimento do IBGE

Seja para tirar uma dúvida sobre dados de alguma pesquisa, saber o tamanho da população do seu município, ou até mesmo responder uma demanda da imprensa, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) dispõe de diversos canais de atendimento ao cidadão. Neles são recebidas demandas de estudantes, pesquisadores, professores, universidades e da imprensa. Entre os meios mais acessados estão o atendimento telefônico, diariamente das 8h às 21h30, o atendimento pelo Formulário Eletrônico (Fale Conosco), o atendimento pelo Sistema Fala.BR – Lei de Acesso à Informação (LAI), o atendimento da Biblioteca do IBGE e o atendimento pela Ouvidoria do IBGE.

 

O IBGE possui, também, atendimento à sociedade realizado pelas Superintendências Estaduais. Cada Superintendência dispõe de um endereço, onde são realizados atendimentos e são disponibilizadas informações sobre os locais de atendimento por Unidade da Federação (UF). Confira aqui os endereços da Superintendências de cada estado.

 


“Os diferentes canais de atendimento são centrais para que o IBGE possa ouvir e dialogar com diferentes públicos e estratos da sociedade brasileira, e permitem que o Instituto possa aprimorar suas divulgações e disseminações de informações, estudos, indicadores, pesquisas e documentos. Para realizar sua missão de retratar a sociedade brasileira em seus diferentes aspectos, nada melhor para o IBGE do que escutá-la e interagir com suas demandas, e os diversos canais de atendimentos são essenciais para este objetivo”, afirmou o coordenador-geral do Centro de Documentação e Disseminação de Informações e da Coordenação de Comunicação Social, Daniel Castro


 

Segundo Juarez Filho, gerente da Gerência de Atendimento (GEATE), “o IBGE foi o pioneiro ao permitir acesso a um banco de dados agregados através do Telex no início da década de 1980. O Centro de Documentação e Disseminação de informações (CDDI) foi formado em 1986 e pouco tempo depois foi criado um núcleo de atendimento ao cidadão no CDDI. Alguns anos depois, esse núcleo deu origem à Gerência de Atendimento (Geate)”.

Entre os canais de atendimento mais acessados, está o Formulário Eletrônico (Fale Conosco) que registrou, no último ano, 19.236 atendimentos da Geate. Por meio deste canal, o cidadão abre um chamado e recebe um número de protocolo, e essa demanda vai para o sistema de atendimento da Geate. Segundo o gerente do atendimento, Juarez Filho, quando a demanda é algo muito específico, é encaminhada para a área responsável dentro do IBGE.

“Esse canal permite que as pessoas tenham um contato direto com as áreas técnicas do IBGE. Todas as dúvidas que as pessoas tiverem, informações que precisarem, elas podem entrar em contato direto pelos nossos canais”, explicou Juarez. “Neste canal, recebemos perguntas sobre dados da população de determinado estado, quantidade de estabelecimentos e perguntas sobre as pesquisas do IBGE, como o índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15), Pesquisa Nacional por Amostra a Domicílios Contínua (PNAD Contínua), entre outras”, completou.

O atendimento Telefônico é feito pelo número 0800 721 8181 e se iniciou em 2000, para dar suporte ao Censo. Este atendimento é realizado pela equipe da Geate e é dividido por um menu (URA’s), onde cada número corresponde a uma determinada área do IBGE. O Centro de Documentação e Disseminação de Informações (CDDI) responde aos números 1 (Confirmar identificação do recenseador), 5 (Outras Pesquisas), 6 (Informações para aposentados e pensionistas do IBGE) e 7 (Outras informações). Os números 2, 3 e 4 pertencem à Diretoria de Pesquisas (DPE), e correspondem ao sistema de manutenção cadastral. No ano de 2023, este canal recebeu, ao todo, 76.407 ligações.

A Lei de Acesso à Informação (LAI) é um serviço de atendimento que ocorre pelo site do Fala.Br, da Controladoria-Geral da União (CGU). No último ano, foram registrados 1.686 chamados respondidos. “Quando chega uma pergunta, que pode ser enviada anonimamente, seja ela de um cidadão com dúvidas sobre algum dado da sua cidade, ou de um pesquisador de uma universidade sobre microdados do IBGE, nós temos 20 dias para respondê-la. Esse prazo pode ser prorrogado por até 10 dias”, explicou Emerson Matosino, coordenador da Coordenação de Atendimento e Informação (COATI). “A LAI sendo usada de forma devida, é uma aproximação do IBGE junto à sociedade”, completou Emerson.

A Biblioteca do IBGE também realizada atendimentos presenciais à população, sobre publicações e mapas que estão no acervo da Biblioteca, e atendimentos pelo site da Biblioteca. Em 2023, a Gerência de Atendimentos da Biblioteca (Gebim) registrou 568 atendimentos realizados de forma presencial, telefônica e por e-mail. Danielle Barreiros, responsável pelos atendimentos, explicou que “a biblioteca tem atuado bastante no letramento informacional, que permite as pessoas conseguirem saber onde está a informação, seja de mapas ou documentos específicos que só tem na Biblioteca, e ter senso crítico para poder analisar e verificar a qualidade dessas informações”. Os atendimentos presenciais ocorrem por meio de agendamento de horário, e a Biblioteca dá um prazo de 24h para cada atendimento.

 

Demandas internas de servidores do Instituto são encaminhadas para a Ouvidoria do IBGE que, no último ano, contabilizou 2.143 manifestações. Segundo Sheila Fonseca, ouvidora do IBGE e responsável pela Ouvidoria, “é responsabilidade da Ouvidoria do IBGE receber e dar encaminhamento as manifestações de sugestões, reclamações, denúncias e elogios feitos por cidadãos e servidores, buscar soluções, acompanhar as providências adotadas e monitorar o cumprimento dos prazos estabelecidos”. Qualquer cidadão pode encaminhar uma manifestação para o IBGE através do Sistema Fala Br- Plataforma Integrada de Ouvidoria e Acesso à Informação . A Ouvidoria do IBGE também pode ser acessada aqui.

Já o atendimento à imprensa é realizado através do e-mail [email protected] , onde os jornalistas e assessores da Coordenação de Comunicação Social (CCS) recebem e respondem as demandas. Também são recebidos atendimentos pelo telefone (21) 2142-4651. Todas as notícias e os releases divulgados pelo Instituto estão disponíveis na Agência IBGE Notícias.

No site principal do IBGE, está localizada, no canto superior esquerdo, a área “Serviços”, que permite o cidadão emitir certidões e certificados, obter documentos, obter certidão de população da IBGE, entre outros serviços oferecidos pelo Instituto. Essa área direciona o cidadão ao site do Gov.Br e pode ser acessado aqui.

No IBGE, há ainda a Sala de Acesso à Dados Restritos (SAR), que foi criada em 2003 com o objetivo de permitir o estudo e acesso de dados específicos do Instituto. Esse atendimento é gerenciado pela GEATE, mas a aprovação do projeto depende da avaliação das áreas técnicas do IBGE e do comitê. Segundo Juarez Filho, o atendimento “é diferenciado para pesquisadores que precisam trabalhar microdados do IBGE, que são restritos em função de garantir o sigilo estatístico. Os pesquisadores trabalham numa sala fechada com computadores que não têm acesso à internet e a nada externo. O pesquisador, tem acesso ao terminal, mas não acessa o servidor diretamente”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *