14 de julho de 2024

TV Prefeito

Portal de notícias dos municípios com videos e entrevistas. Cobertura diária das cidades das regiões: Metropolitana, Serrana, Lagos, Norte, Noroeste, Médio Paraíba e Centro Sul do estado do Rio de Janeiro. O melhor da notícia está aqui.

Mulher denuncia ter sido estuprada por motorista de aplicativo; vítima engravidou, e suspeito foi preso

Um motorista de aplicativo de 39 anos foi preso no último sábado (6) suspeito de estuprar uma passageira, de 38, após uma corrida em novembro do ano passado em Niterói, na Região Metropolitana do RJ. A vítima acabou engravidando do homem.

De acordo com a investigação da 76ª DP (Niterói), na madrugada de 9 de novembro, a mulher pegou uma corrida com uma amiga, após uma festa na Cantareira em Niterói, e seguiram para o Cubango. No meio do caminho, a amiga ficou no bairro de Santa Rosa. E motorista e passageira seguiram viagem.

Em depoimento, a vítima destacou que estava bêbada e teve dificuldades de efetuar o pagamento pelo aplicativo do banco quando chegou na porta de casa. Nesse momento, o motorista teria dito:

“Se você não tem dinheiro para pagar, você vai pagar de outra forma”.

 

Em seguida, o homem teria ordenado que ela passasse para o banco da frente, retirou seu short e a estuprou.

A mulher lembrou que após o crime o homem a ajudou a descer do veículo. Ele teria ido embora sem finalizar a corrida. Só o fazendo em sua casa, no bairro São Lourenço, também em Niterói.

Praça Leoni Ramos, na Cantareira, em Niterói, onde vítima embarcou — Foto: Reprodução/Google Maps
Praça Leoni Ramos, na Cantareira, em Niterói, onde vítima embarcou

Ainda segundo a vítima, depois do crime, ela ficou abalada e sem acreditar “ter sido vítima de tal violência”. A mulher contou que procurou um médico para tomar um coquetel anti-Aids e tomou uma pílula do dia seguinte. Ela também registrou um boletim de ocorrência.

Mas, contudo, em dezembro de 2023, a vítima notou mudanças em seu corpo, fez um exame e descobriu que estava grávida. Ela procurou o Hospital Maternidade Fernando Magalhães, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio, e conseguiu fazer um aborto legal.

Durante as investigações, a polícia conseguiu identificar e pediu a prisão do suspeito. O mandado de prisão preventiva foi expedido na última sexta-feira (5) pela juíza Juliana Grillo El-Jaick, da 4ª Vara Criminal de Niterói.

No sábado, agentes do Programa Segurança Presente de Niterói receberam uma denúncia anônima e prenderam o homem nas proximidades de sua casa.

O motorista de aplicativo vai passar por uma audiência de custódia nesta segunda-feira (8). Ele responde por estupro de vulnerável, já que a vítima estava bêbada e não tinha como se defender.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *