Muitas emoções marcam o dia do Assistente Social, em Japeri

Eles estão nas empresas, em órgãos e repartições públicas, nas organizações não governamentais e em muitos outros estabelecimentos por todo o país. São acionados nas dores, calamidades e vulnerabilidades da população e chegam para dar direção, garantir direitos e promover a justiça social. Assim atuam os assistentes sociais, que neste dia, (15), foram homenageados pela Prefeitura de Japeri, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Trabalho (Semast), na sede do órgão em Engenheiro Pedreira, pelo Dia do Assistente Social. 

Segundo o secretário da Pasta, André Luiz, foi com muito orgulho que participou da comemoração dos profissionais que atuam diariamente na promoção social da população em vulnerabilidade social. “Um momento especial! Foi o que vivemos hoje na nossa Secretaria. Com orgulho parabenizo os profissionais, assistentes sociais, e desejo uma caminhada de sucesso na garantia de direitos, onde o sucesso se reflete diretamente no bem-estar da nossa população”, disse o gestor.  

O evento contou com dinâmicas, palestras e muitos relatos dos desafios enfrentados pela categoria na cidade de Japeri. Para a coordenadora Geral de Proteção Social Básica, Simone Nascimento, poder falar da importância da profissão e relembrar períodos em que o serviço social foi fundamental para o enfrentamento à pobreza e na proteção de famílias e pessoas em situação de vulnerabilidade e risco, através da oferta de serviços e benefícios socioassistenciais que contribuem para a proteção social em ocasiões como a pandemia de covid-19, e neste ano, a calamidade pública que a cidade enfrentou, foi o pleno exercício da profissão.  

“Vivemos momentos difíceis, como a pandemia de Covid-19 e mais recentemente, a calamidade pública que a cidade enfrentou devido às chuvas. Mas relembrar esses momentos é também lembrar da união. Na pandemia, que marcou a humanidade, nosso trabalho provou mais uma vez, que não é só protocolos, teve o destaque do companheirismo, humanismo e perseverança. O espírito de cooperação foi importante para vencermos outro grande e recente desafio, a calamidade pública, que ainda estamos em atuação devido a abrangência das consequências”, relatou.  

 

Atividades de reflexão e motivação 

O dia, (15/5), data comemorativa do profissional de Serviço Social foi marcado por fortes emoções, relatos e troca de experiências entre os assistentes sociais que atuam na Secretaria Municipal de Assistência Social e Trabalho (Semast).  

A Coordenadora Geral da Proteção Social Especial, Natássia Ferreira, realizou uma dinâmica de empoderamento profissional, onde as técnicas puderam fazer uma reflexão sobre os desafios enfrentados e os objetos motivacionais para a continuidade do trabalho na área assistencial. 

 “Foi uma dinâmica muito construtiva, onde todas as assistentes sociais tiveram lugar de fala. Algumas contaram as suas histórias de forma geral, outras de situações em casos específicos, como a calamidade pública que vivemos há poucos meses, mas o importante é que foi o momento de nos ouvirmos, sermos acolhidas e empoderadas no nosso ofício que é sem dúvida uma missão”, relatou.  

Segundo a coordenadora, há entre as profissionais atuantes em Japeri, algumas que tiveram a primeira experiência de trabalho na cidade. Mas, ela destaca que o assistente social é um eterno estudante, que permanece sempre em busca de conhecimento, aprimoramento e principalmente vencer os desafios que surgem no dia a dia.

“A cidade oferece oportunidades de crescimento e aprimoramento da nossa profissão, mas também precisamos nos voltar para as especializações que irão contribuir com a realização pessoal e principalmente no impacto social do nosso trabalho”, disse a Natássia que falou ainda da sua trajetória nos diversos equipamentos em Japeri.

O evento contou ainda com sorteio de livros doados pela assistente social, Jussara Campos, que está há pouco tempo da aposentadoria. Ela, que é Coordenadora da Vigilância Socioassistencial, resolveu relatar não só um pouco da sua história como deixar parte dela com as colegas que foram sorteadas com livros que contam a história da assistência e contribuem para o trabalho diário das profissionais.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *