Volta Redonda inicia limpeza dos córregos para prevenção de enchentes e alagamentos

Volta Redonda iniciou nesta quarta-feira (5) a limpeza dos principais córregos que cortam a cidade numa ação de prevenção a enchentes e alagamentos. O serviço está sendo executado pelo Programa Limpa Rio, iniciativa do INEA (Instituto Estadual do Ambiente), ligado à Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade (SEAS). O município foi contemplado pelo programa do governo do estado por intermédio do deputado estadual Munir Neto, que apresentou estudo da Secretaria Municipal de Obras (SMO), apontando as prioridades.

O prefeito Antonio Francisco Neto recebeu os representantes do INEA, André Leal, que é responsável pela Região Hidrográfica do Sul Paraíba do Sul; e da empresa responsável pela limpeza mecânica nos córregos de Volta Redonda, o engenheiro Bruno Bezerra de Lima e o encarregado Leonardo Medeiros, para tratar detalhes do início imediato dos trabalhos.

“Esta é mais uma parceria do município de Volta Redonda com o governo do estado. Quero agradecer ao secretário de Estado do Meio Ambiente, Bernardo Rossi, que prontamente trouxe o ‘Limpa Rio’ para o município, e mais uma vez ao deputado Munir que fez a articulação com a secretaria para que o trabalho começasse logo, aproveitando o período de estiagem”, falou o prefeito.

A limpeza e desassoreamento desses corpos hídricos contribuem para minimizar os impactos causados por enchentes decorrentes do transbordamento dos mesmos. “A ação é fundamental para o meio ambiente e também para a segurança e qualidade de vida da população”, concluiu Neto.

As máquinas e equipamentos que serão utilizados no serviço chegaram em Volta Redonda na noite dessa terça-feira (4), são uma escavadeira, uma mini escavadeira e quatro caminhões. O primeiro córrego beneficiado pela ação está sendo o Brandão, na Vila Santa Cecília, e o trabalho de dragagem dos 3.860 metros de extensão do leito começou nesta quarta-feira (5) nas proximidades do antigo prédio dos Correios.

O representante do INEA explicou que é dever do estado fazer o desassoreamento dos córregos e rios e garantir o cumprimento das normas ambientais durante a ação, principalmente quando há necessidade de supressão vegetal e na garantia da destinação correta do material retirado.

“Em Volta Redonda, após vistoria junto com a Secretaria de Obras, chegamos a uma lista que contempla nove córregos com a limpeza mecânica e oito com a limpeza manual, destes, quatro vão receber os dois tipos de serviço”, falou André Leal.

O objetivo do “Limpa Rio” é fazer a manutenção e a limpeza dos leitos e margens de corpos hídricos no Estado do Rio de Janeiro. Ao retirar os resíduos, que acabam impedindo a passagem da água em alguns pontos, o fluxo normal do rio é facilitado, evitando que o nível da água se exceda durante as chuvas e diminuindo os alagamentos.

 

Córregos beneficiados com o Programa Limpa Rio

Os córregos Brandão, Bugio, da União, dos Peixes, Secades, São Geraldo, Aterrado, Ribeirão do Inferno e Cafuá serão contemplados com limpeza mecânica. E os córregos Cachoeirinha, dos Carvalhos, São Geraldo, Ribeirão do Inferno, Cafuá, Vila Mury, União e Coqueiros vão receber limpeza manual.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *