Volta Redonda abre licitação para zerar fila de espera por ultrassonografia

Depois de zerar a fila de espera para realização de ressonâncias magnéticas e de tomografia, e já encaminhar o fim da espera também para o raio-x de coluna na rede pública de saúde em Volta Redonda, a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), está trabalhando para zerar, em breve, a fila para quem aguarda por ultrassonografias. Já foi aberto processo licitatório para a contratação de 20 mil novos exames desse tipo, que vão se somar aos já realizados na rede.

 

“Além das ultrassonografias em espaços como a Policlínica da Mulher e o Centro de Imagem da Policlínica da Cidadania, agora estamos contratando serviço para zerarmos a fila de espera. Assim que for finalizada a contratação, as pessoas em fila vão começar a ser chamadas. E, se necessário, a secretaria poderá renovar ou até ampliar a contratação para atender aos pacientes que aguardam pelo exame”, explicou Sheila Rodrigues, coordenadora do Departamento de Controle, Avaliação, Regulação e Auditoria da SMS.

 

A secretária municipal de Saúde, Maria da Conceição de Souza Rocha, acrescentou que o objetivo é agilizar e melhorar o atendimento para quem mais precisa, que é o usuário do SUS (Sistema Único de Saúde).

 

“Assim como fizemos com a catarata, por meio dos mutirões de cirurgia, e com os exames de tomografia, de ressonância, através do novo centro municipal na Vila, também estamos trabalhando para que a fila para ultrassonografia zere e que as pessoas que procuram pelos serviços da Atenção Primária à Saúde tenham um atendimento, um acolhimento cada vez melhor”, afirmou a secretária.

 

Ressonância e tomografias com filas zeradas

No mês passado, a secretaria de Saúde de Volta Redonda zerou a fila de espera para a realização de ressonâncias magnéticas na rede pública municipal. Desde fevereiro, o exame tem sido feito em um espaço exclusivo, localizado na Rua 33, na Vila Santa Cecília, que oferta mensalmente cerca de 800 procedimentos. De lá pra cá, foram mais de 4,3 mil ressonâncias para usuários do SUS.

 

A fila de espera também já foi zerada para quem precisa realizar tomografia, após o Hospital Municipal Dr. Munir Rafful (HMMR), no Retiro, instalar um tomógrafo de última geração na unidade. Com o novo equipamento, foi ampliada a capacidade de atender as demandas ambulatoriais e de urgência do hospital, além das que chegam do Hospital Municipal Dr. Nelson dos Santos Gonçalves, no Aterrado, e da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) no Santo Agostinho.

 

E outro procedimento, em breve, também deve ter sua fila de espera zerada: o raio-x da coluna. No início de maio, a secretaria de Saúde ampliou a oferta desse tipo de exame: mil procedimentos por mês. Atualmente, aproximadamente 3 mil pessoas aguardam pelo raio-x da coluna, e a previsão é acabar com essa fila em um período de três a quatro meses.

 

“Agradeço ao Governo do Estado por ter ajudado e continuar ajudando Volta Redonda a reconstruir a saúde pública da cidade, e também agradeço à secretária Conceição e sua equipe, que têm feito um trabalho excelente para que a Saúde seja referência no atendimento à população”, disse o prefeito Antonio Francisco Neto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *