Tres Rios: Dia D de combate à dengue

Vigilância Ambiental de Três Rios está nas ruas diariamente combatendo o mosquito Aedes aegypti

 

Neste sábado, dia 02, o país está mobilizado no Dia D de combate à dengue. Diante do aumento expressivo de casos da doença, o Ministério da Saúde e as secretarias de Saúde de todo o país estão mobilizados no combate, monitoramento, acompanhamento do cenário epidemiológico e direcionamento das ações estratégicas de prevenção e cuidado.

 

Em Três Rios, a Secretaria Municipal de Saúde confirmou neste ano 735 casos de dengue e um óbito. O controle da dengue e do mosquito Aedes aegypti estão entre os maiores desafios da saúde pública no Brasil e no mundo, exigindo ações de todas as esferas da gestão e participação ativa da população.

 

A Vigilância Ambiental de Três Rios está com mais de 60 servidores nas ruas, realizando o trabalho de conscientização da população e eliminação dos possíveis focos do mosquito Aedes aegypti. O combate também ocorre através do carro fumacê.

 

Seguindo o cronograma da Vigilância Ambiental, os agentes percorrem os bairros com maior índice de casos positivados da doença. Além de todo trabalho preventivo, a Secretaria de Saúde aumentou a equipe médica na Unidade de Pronto Atendimento e implantou a Central de Hidratação, com o objetivo de atender as demandas da cidade e dos municípios vizinhos.

 

“Este é um momento de atenção das autoridades sanitárias e de toda a população. A conscientização de que 10 minutos de monitoramento e combate às arboviroses é importantíssimo. Segundo o Ministério da Saúde, 75% dos criadouros do mosquito da dengue estão nos domicílios, como em vasos e pratos de plantas, garrafas retornáveis, recipientes de degelo em geladeiras, bebedouros em geral, pequenas fontes ornamentais e materiais em depósitos de construção”, explicou o secretário de Saúde, Felipe Guido.

 

Em caso de quaisquer sintomas, é importante que o paciente procure uma Unidade Básica de Saúde ou a Unidade de Pronto Atendimento de Três Rios. Os sintomas são: febre, dor de cabeça, dores atrás dos olhos ou no corpo, náuseas e manchas na pele. Não faça uso de medicamentos sem conhecimento médico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *