Secretaria Municipal de Saúde leva atenção básica aos bairros de Japeri

Nesta segunda-feira, a ação foi no bairro Nossa Senhora de Fátima em Japeri 

 

A Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS) de Japeri atua diariamente nos bairros da cidade, não somente nas Unidades Básicas de Saúde, mas com ações descentralizadas. São as mobilizações de saúde realizadas nos bairros e que levam atenção básica à população com o objetivo de fortalecer vínculos, acessibilidade, cuidado, continuidade e integralidade. Nesta segunda-feira ( 10/04), foi a vez do Nossa Senhora de Fátima receber os serviços.

Para os moradores a  descentralização tem sido benéfica e garantido comodidade e satisfação aos atendimentos prestados. Na ação foram realizados 81 atendimentos.  A dona de casa Viviane Oliveira, de 37 anos, levou  o filho Nathan Oliveira, de 8 anos, com queixa de tosse e crise de bronquite. “Com o atendimento aqui perto de casa, ele se cansa menos ”, explicou a mãe do menino, que após ser examinado concordou  com a mãe. “É muito bom ter o médico perto, poder se consultar e voltar para casa sem precisar pegar ônibus”.

A ação também foi aprovada pelo morador Armando Raimundo Genuíno, de 66 anos. Ele verificou a pressão arterial, passou  pelo médico  e realizou pela primeira vez o teste rápido. “Muito bom esse atendimento no bairro. Muitas pessoas não conseguem ir ao posto e a equipe é muito eficiente”, disse.

Esses relatos expressam também a satisfação da médica Eliza Gementi, pediatra que realizou as consultas de diversas crianças e, que acredita que as verdadeiras ações de saúde básica são as que alcançam à população que tem dificuldade de acesso. “Após o primeiro atendimento e avaliação podemos curar ou em outros casos direcionar para o especialista”, disse entre um atendimento e outro.

Para a enfermeira Helen Rançato, a mobilização aproxima a saúde, em toda sua plenitude, dos moradores. “A função da atenção básica é estar nas áreas em que as equipes fazem a cobertura, por isso, hoje estamos aqui”, relata.

Foram realizados atendimento médico, pediátrico, auriculoterapia, verificação de pressão, glicemia, teste rápido, entrega de caderneta do idoso e agendamentos para clínico e ginecologia e, reuniu 16 profissionais entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, agentes de saúde, assistentes administrativos e pessoal de apoio.

 

A Mobilização de Saúde no bairro contou com o acolhimento da moradora Maria Aparecida Conceição, 78 anos. A aposentada, que mora no local há 39 anos, cedeu espaço para o atendimento médico e serviu café aos profissionais. “Eu vivia correndo, não tinha tempo para a saúde, até ter uma isquemia e ver o quanto é importante tê-los por perto” disse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *