No Dia Mundial do Meio Ambiente, Projeto Manguezal da Lagoa presenteia a Lagoa Rodrigo de Freitas com novos caranguejos

Neste 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente, o Projeto Manguezal da Lagoa realizou a soltura de 20 caranguejos da espécie guaiamum na Lagoa Rodrigo de Freitas, Zona Sul do Rio de Janeiro. A ação faz parte de uma série de atividades promovidas pela iniciativa para recuperar a biodiversidade do icônico cartão-postal da cidade. Liderado pelo biólogo Mario Moscatelli e em parceria com a Águas do Rio, o projeto também é responsável por fazer plantios de espécies vegetais importantes para a preservação do ecossistema.

No evento, onde estavam presentes integrantes da equipe do biólogo, representantes da Águas do Rio e voluntários, foram plantadas 160 mudas de vedélia, uma ramagem rasteira de onde nascem margaridas que atraem abelhas e que, por sua vez, realizam a importante polinização para o surgimento de novas vegetações. Além disso, também foram plantadas cinco unidades de clúsias, uma espécie de arbusto típico de restinga bastante resistente.

“O Dia do Meio Ambiente é uma data para refletirmos sobre a relação do ser humano com o planeta. A soltura de caranguejos e de plantio de mudas é um ato representativo do esforço que precisamos fazer para pagar uma parte da dívida que temos com a natureza”, explica Moscatelli.

O idealizador do ‘Manguezal da Lagoa’ reforçou que a Lagoa Rodrigo de Freitas resiste devido ao incremento da biodiversidade e da melhoria da qualidade da água, que foi possível por meio do novo Marco Legal do Saneamento e do trabalho da Águas do Rio. “Agora, é hora de continuar investindo em ações de prevenção para manter esse ecossistema recuperado.”

Cartão-postal em processo de recuperação

A Águas do Rio realizou melhorias no sistema de esgotamento sanitário na região, com a recuperação e modernização das estações de bombeamento (elevatórias), e operações de fiscalização de despejo irregular de esgoto sem tratamento na lagoa. Ao caminhar pelo entorno, é possível constatar que a água está mais límpida e há nas margens uma variedade de animais que povoam novamente a região.

“Trabalhar com saneamento básico não se limita a fazer intervenções técnicas. Esse trabalho é importantíssimo, mas precisamos e devemos alinhar isso a um olhar atento e comportamento ativo no cuidado com o planeta. Queremos ser agentes do meio ambiente, transformando consciências por meio de nossas ações”, afirma Sinval Andrade, diretor Institucional da Águas do Rio.

Sinval também ressaltou que o time liderado pelo biólogo representa uma forma de vigilância da concessionária no local. Quando há algum indício da presença de esgoto, a Águas do Rio é acionada para intervir. “Seguimos realizando vistorias e qualquer reparo necessário para preservar a Lagoa Rodrigo de Freitas. É nosso compromisso e missão”.

Projeto Manguezal da Lagoa

A parceria entre a Águas do Rio e a Manglares Consultoria Ambiental, do biólogo Mario Moscatelli, foi firmada em outubro de 2021. Com o apoio da concessionária, um time de profissionais da área ambiental se dedica à proteção do manguezal e dos animais que vivem ali, atuando no controle de pragas, replantio de espécies e limpeza das margens. A criação de campanhas de educação ambiental também faz parte do escopo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *