Instituto Fundação João Goulart lança o Prêmio Inova Gestão Pública

O Instituto Fundação João Goulart lançou o Prêmio Inova Gestão Pública. As inscrições começaram no último dia 1º de março, em comemoração ao aniversário da Cidade do Rio de Janeiro.  A premiação, inédita na Prefeitura do Rio, será dividida em três categorias: Propostas Inovadoras; Inovações Implementadas em Processos Organizacionais e Inovações Implementadas em Serviços ou Políticas Públicas.

Os servidores públicos da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro poderão se inscrever e concorrer ao prêmio no valor de R$ 8.000,00 por equipe, além de outras gratificações como troféus e vaga em capacitações ofertadas pelo Instituto Fundação João Goulart em 2024 para caso as suas iniciativas se tornem vencedoras em cada categoria.

A premiação valoriza os servidores públicos que se dedicam a repensar atividades cotidianas, por meio de inovações, com foco em gerar melhorias que contribuem para o aumento da qualidade dos serviços prestados à população. O concurso também é uma oportunidade de reconhecer e divulgar projetos feitos por servidores em seus órgãos de trabalho, além de estimular um ambiente virtuoso para a criação de iniciativas inovadoras.

Os critérios de avaliação foram publicados no dia 16/02/2024 e a divulgação das etapas e servidores públicos premiados será feita através dos canais de comunicação do Instituto FJG.

Os vencedores do Prêmio Inova Gestão Pública participarão de um evento de premiação realizado pelo Instituto Fundação João Goulart. A participação dos servidores das atuais secretarias, autarquias e fundações é importante para a Prefeitura conhecer diversos talentos que estão aplicando boas práticas na gestão pública carioca e também de divulgar para a sociedade a capacidade de realização dos servidores.

Para Rafaela Bastos, presidente do Instituto Fundação João Goulart, “o Prêmio Inova Gestão Pública é um investimento e reconhecimento ao capital intelectual dos servidores públicos cariocas. Em um contexto de desafios complexos, ser criativo e inovador não é só legalzinho, é uma habilidade básica que requer comprometimento para a criação de soluções para as demandas da população, com recursos finitos e questões que precisam ser tratadas pelo poder público”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *