Influenciadora dos EUA admite ter fraudado mais de R$ 5 milhões em auxílios da pandemia

Uma influenciadora admitiu, nesta segunda-feira, que obteve de forma fraudulenta mais de US$ 1 milhão (R$ 5,1 milhões) em empréstimos do governo dos Estados Unidos relacionados à pandemia de Covid-19. Nas redes sociais, Danielle Miller exibia um estilo de vida luxuoso.

Durante um acordo judicial em Boston, os promotores disseram que Miller usou identidades de mais de dez pessoas para abrir contas bancárias de forma fraudulenta e obter mais de US$ 1 milhão em empréstimos relacionados à pandemia, destinados a pequenas empresas.

Ela usou o dinheiro para viagens e compras de luxo, adquirindo itens como um relógio Rolex, uma bolsa Louis Vuitton e sapatos Dior. Miller postou fotos no Instagram em hotéis de luxo na Califórnia, onde usou uma conta bancária no nome de uma de suas vítimas.

Como parte de um acordo judicial com os promotores, a mulher de 33 anos concordou em perder US$ 1,3 milhão e cumprir seis anos de prisão, 16 meses dos quais podem coincidir com uma sentença de cinco anos que ela recebeu em outubro, em um caso de fraude bancária na Flórida. Sua sentença será conhecida em uma audiência marcada para 27 de junho.

Ela já enfrentava acusações no caso de fraude no tribunal estadual da Flórida quando foi presa em maio de 2021 em um apartamento de luxo em Miami, para onde se mudou durante a pandemia.

Mais de mil pessoas foram condenadas por fraudar os programas emergenciais da Covid, de acordo com o governo americano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *