Hospital do Olho de Belford Roxo realiza até 300 cirurgias por dia com médicos especializados

Ver melhor é viver melhor. Referência no Estado do Rio de Janeiro, o Hospital do Olho de Belford Roxo segue fazendo a diferença na saúde da cidade, realizando até 300 cirurgias oftalmológicas por dia. O hospital funciona ao lado do Complexo Regulador Vilar Novo, no bairro de mesmo nome.

O Hospital do Olho tem 4 mil metros quadrados climatizados, com sala de triagem, sete banheiros, salas de espera ampla, oito consultórios e três centros cirúrgicos. Com uma equipe especializada, a unidade oferece as cirurgias de catarata, YAG laser (limpeza das lentes), pterígio (retirada de “carne no olho”), granuloma (retirada de corpo estranho dos olhos ou cicatriz na vista), dentre outras. Recentemente, o hospital recebeu reforço com um equipamento para realizar a topografia de córnea, essencial para mapear e diagnosticar a superfície ocular.

O secretário municipal de Gestão e Inovação em Serviços, Matheus Carneiro, acompanhou de perto os atendimentos que tratam milhares de belforroxenses e munícipes vizinhos. “É motivo de muita alegria ver os pacientes felizes com o atendimento desse hospital que é um marco para a nossa cidade”, ressaltou. “Acompanhei algumas cirurgias e fiquei muito satisfeito com esse serviço que transforma vidas com carinho e de forma humanizada”, completou Matheus.

Expectativas

O coordenador técnico da Saúde de Belford Roxo, Jefferson Andrade, pontuou sobre o serviço da unidade. “Avançamos muito com a saúde no município e o hospital é um desses pilares. Oferecemos um atendimento eficiente e de qualidade, com uma equipe dedicada que diariamente supera expectativas de quem precisa dessa especialidade”, frisou Jefferson.

A moradora de Nova Iguaçu, Luzinete Ribeiro, de 58 anos, esteve na unidade para concluir a cirurgia de catarata. “Operei a segunda vista hoje e foi muito rápido, mais uma vez o atendimento foi excelente. As cirurgias ocorrem com tranquilidade, esse lugar é uma benção”, relatou Luzinete. “Toda a equipe foi bastante atenciosa nos procedimentos. Esse hospital é uma verdadeira maravilha para todos”, completou o pedreiro e morador de Bom Pastor, Ademir da Rocha, de 72 anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *