Hospitais e UPAs do Governo do Estado recebem prêmios pela qualidade do atendimento

Hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), do Governo do Estado do Rio, têm conquistado o reconhecimento pela excelência nos atendimentos realizados à população. Os prêmios foram concedidos por instituições especializadas do setor médico ao Hospital Alberto Torres e à UPA Colubandê, ambos em São Gonçalo; ao Hospital João Batista Cáffaro, em Itaboraí; e ao Hospital da Criança, na Vila Valqueire. Os critérios de avaliação priorizam a gestão de qualidade, o elevado padrão de desenvolvimento e a segurança do paciente.

As quatro unidades receberam a Certificação da Acreditação de Excelência, emitido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). A entidade, fundada em 1999, atua para que as instituições de saúde no país adotem práticas de gestão e assistenciais que levem à melhoria do cuidado para o paciente.

–  Estamos vendo o resultado dos investimentos feitos pelo nosso governo na requalificação do serviço de saúde em todo o estado. Aplicamos recursos na reforma e modernização das UPAs, e estamos voltando a ter unidades de excelência na rede pública estadual. Estamos avançando. Parabenizo a todos os profissionais pela dedicação e o cuidado com a população – afirmou o governador Cláudio Castro.

Em abril deste ano, outra unidade, o Hospital Azevedo Lima, em Niterói, recebeu o prêmio Dr. Pinotti – Hospital Amigo da Mulher 2024, concedido pela Câmara dos Deputados. A solenidade de entrega da premiação será realizada em junho, no Congresso Nacional, em Brasília.

Os selos atestam as boas práticas administrativas e assistenciais oferecidas pelas unidades, que atendem às exigências de padrões utilizados nacionais e internacionais. Entre os parâmetros avaliados estão a humanização do atendimento ao paciente, maternidade de referência em partos de alto risco e mortalidade inferior a 5% em atendimento de emergência.

Segundo a secretária de Estado de Saúde, Claudia Mello, o mérito das unidades é resultado da combinação de várias ações desenvolvidas, como capacitação de profissionais e investimento na aquisição de equipamentos de última geração.

–  São recursos empenhados em treinamento, compra de equipamentos, humanização da assistência e segurança do paciente – enumerou a secretária.

Hospitais são referências

 É a primeira vez que um Complexo Hospitalar recebe uma certificação da Organização Nacional de Acreditação. No ano passado, o complexo realizou quase 240 mil atendimentos, mais de 146 mil exames de imagens e mais de um milhão de exames laboratoriais. As unidades são referência no atendimento de urgência e emergência e de média e alta complexidades e internação na Região Metropolitana.

O Centro de Trauma do Hospital Alberto Torres é o único do país a concentrar, num único local, toda uma infraestrutura voltada ao atendimento de urgência e emergência. A unidade pode ser comparada aos principais centros internacionais de trauma, onde a taxa de mortalidade é inferior a 5%. Os profissionais receberam treinamento internacional, com capacitação no Centro de Trauma de Baltimore, nos Estados Unidos; no Ryder Trauma Center, da Universidade de Miami; e no Children’s Hospital, dedicado à criança em Washington.

O Hospital Estadual da Criança, em Vila Valqueire, na Zona Oeste da capital, atende crianças e jovens até 19 anos, sendo a primeira unidade pública pediátrica no estado voltada para cirurgias de média e alta complexidade de cirurgias gerais, microcirurgia, plásticas, ortopédicas e neurocirurgia, além do tratamento oncológico e transplante renal e hepático. Ele recebeu o Nível 3 de Excelência na segurança do paciente, certificada pela ONA. Desde sua inauguração, em 2013, foram realizadas mais de 200 mil consultas, 150 mil cirurgias e 267 transplantes (renais e hepáticos).

O Hospital Azevedo Lima, em Niterói, conta com maternidade referência em partos de alto risco que atende o município e outras seis cidades da Região da Baixadas Litorâneas. Recentemente, recebeu o prêmio Hospital Amigo da Mulher pelo atendimento humanizado prestado às mulheres antes, durante e depois do parto.

No ano passado, a maternidade do Azevedo Lima passou por obras de reforma e modernização. Uma das ações diferenciadas para as parturientes é o Projeto Ninho, modelo que proporciona um ambiente acolhedor e seguro para as mães e bebês, além de oferecer informações e orientações importantes para o cuidado com o recém-nascido. A unidade conta com 36 leitos, distribuídos por 12 enfermarias, além de novos consultórios, salas de exames, aparelhos e uma equipe multidisciplinar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *