Faturamento de bares e restaurantes do Estado do Rio tem alta de 14,4% em 2022

Setor registrou crescimento de 12,95% no faturamento, em janeiro deste ano, ultrapassando os indicadores do período anterior à pandemia

De acordo com dados do Sindicato de Bares e Restaurantes (SindRio), o faturamento do segmento no Estado do Rio de Janeiro cresceu 14,4% em 2022, na comparação com 2021: passou de R$ 10,8 bilhões para R$ 12,3 bilhões. O resultado positivo é consequência de incentivos fiscais a bares, lanchonetes e estabelecimentos similares, concedidos por lei sancionada pelo governador Cláudio Castro, em 2021, estabelecendo alíquota de ICMS de 3% no fornecimento ou na saída de refeições, e de 4% para as demais operações.
 
 – O setor é responsável por empregar mais de 170 mil pessoas e é de grande importância para o estado. Foi muito prejudicado com a pandemia de Covid-19 e a concessão dos incentivos fiscais evitou o fechamento de estabelecimentos e demissões em massa – afirma o governador Cláudio Castro, que, em dezembro do ano passado, prorrogou o benefício para o segmento até 2032.  
 
Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços, Vinicius Farah, a medida foi fundamental para a geração de empregos, abertura de novos estabelecimentos e reabertura de negócios fechados durante a pandemia.
 
– A redução da alíquota, alinhada a linhas de crédito da Agência Estadual de Fomento (AgeRio), foi essencial para a retomada do setor – observa o secretário.
 
De acordo com o SindRio, o setor segue com resultados positivos, registrando, em janeiro, alta de 12,95% em comparação com dezembro de 2022, ultrapassando os indicadores de fevereiro de 2020, período anterior à pandemia.  
 
– A lei que garante incentivo fiscal aos bares e restaurantes tem sido fundamental neste processo de retomada e recuperação, tornando o Rio de Janeiro um dos estados mais atrativos do Brasil para novos investimentos – diz Fernando Blower, presidente do SindRio. 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *