Cultura de Cabo Frio realiza pagamento para os proponentes do Edital Trajetórias, da Lei Paulo Gustavo

Na busca de enaltecer a cultura de artistas com projetos culturais prestados anteriormente e comprovados, o Edital Trajetórias, da Lei Paulo Gustavo, foi o primeiro a receber o pagamento integral, com cinco fazedores de cultura reconhecidos como vencedores nesta terça-feira (21). No total, são R$ 50 mil reais disponibilizados em categorias como Mestre de Cultura Popular e Reconhecimento de Trabalho de Voluntariado no Setor Cultural e valor de R$ 10 mil para cada agente.

O Edital Trajetórias considera trabalhos de relevância no setor cultural aqueles que prestaram serviço social e comunitário à população cabo-friense ou que atuam diretamente com a salvaguarda das memórias sobre as culturas locais, em valorização da cultura popular. Sendo também como objetivo geral conceder, em vida, homenagem em forma de premiação aos artistas e agentes culturais que prestaram serviços ao setor cultural cabo-friense, atuando em prol da manutenção e desenvolvimento das culturas locais.

Entre os ganhadores, na categoria de Mestre da Cultura Popular, a trajetória de Marcia Fonseca é incrível com a reconstrução da história e identidade afro-brasileira na região dos lagos, fortalecendo a autoestima e o empoderamento das comunidades negras locais. Seguido por Jorge Ramos Tardelli, que atua na área da música e tem uma trajetória de quase 72 anos dedicados ao mundo artístico.

Na categoria “Reconhecimento de trabalho em voluntariado no setor cultural”, a cultura premiou Jocelin Melo dos Santos, Renato Guimarães dos Santos Carvalho e Edem Fernandes de Oliveira que contribuíram voluntariamente no desenvolvimento de projetos dentro do setor cultural cabo-friense com peças de teatro, capoeira e muita música com instrumentos musicais.

“Nós temos aqui uma importante ferramenta para valorizar e reconhecer o trabalho dos nossos artistas e agentes culturais, especialmente em um momento em que a cultura precisa ser incentivada e apoiada mais do que nunca. Estamos comprometidos em fortalecer a produção cultural local, garantir a continuidade dos projetos artísticos e proporcionar um cenário cultural valorizado em Cabo Frio”, afirmou o secretário de Cultura, Márcio Sampaio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *