Confira três dicas para deixar a iluminação da sua casa mais econômica e sustentável

Optar por lâmpadas de LED e descartar corretamente as antigas são algumas das orientações fornecidas pela entidade gestora Reciclus

À medida que a conscientização sobre a sustentabilidade cresce, mais pessoas estão procurando maneiras de reduzir o impacto ambiental no dia a dia. Uma das áreas-chave em que essa mudança pode ocorrer é na iluminação doméstica. A Reciclus – Associação Brasileira para a Gestão da Logística Reversa de Produtos de Iluminação – destaca a importância de trocar a iluminação em casa de forma consciente e realizar o descarte adequado dos dispositivos antigos. 

Para auxiliar nessa transição de forma consciente, a Reciclus compartilha algumas dicas úteis para sua casa: 

  • Avalie as necessidades de iluminação: Antes de efetuar a troca das lâmpadas, é importante avaliar as áreas da casa que necessitam de iluminação e selecionar os tipos de lâmpadas mais adequados para cada espaço. A escolha do tipo de lâmpada e sua intensidade é bastante particular – por exemplo, o tom branco quente é acolhedor e pode ser utilizado em dormitórios ou na sala de estar, enquanto o branco frio é mais comum em indústrias ou escritórios. Lojas que comercializam produtos de iluminação geralmente possuem consultores que podem auxiliar na escolha, por isso, não hesite em fazer perguntas. 
  • Opte por lâmpadas LED: As lâmpadas LED consomem menos energia do que as lâmpadas incandescentes e fluorescentes, portanto, podem gerar economia na conta de luz. Além disso, são mais seguras, pois são mais resistentes, não emitem calor e não contêm mercúrio – um metal pesado que contamina o meio ambiente, os animais e as pessoas quando descartado de forma ambientalmente incorreta. É importante escolher lâmpadas LED de qualidade para garantir eficiência e durabilidade. De acordo com a Associação Brasileira de Fabricantes e/ou Importadores de Produtos de Iluminação (ABILUMI), as lâmpadas certificadas, aquelas que trazem o selo do Inmetro, foram projetadas para durar em torno de 25 mil horas, tendo, em média, um uso diário de 3,5 horas. Isso representa uma vantagem significativa para o consumidor. 
  • Descarte corretamente as lâmpadas antigas: Ao substituir as lâmpadas antigas, certifique-se de descartá-las adequadamente em locais específicos, como lojas de materiais de construção e supermercados que possuem ponto de entrega específico para lâmpadas fluorescentes. A Reciclus dispõe de mais de 3,8 mil pontos de entrega em todo o país, abrangendo mais de 600 municípios. Para encontrar o local mais próximo, visite https://reciclus.org.br/, clique em ‘Onde Descartar’ e faça uma busca com o seu CEP.

“O consumo consciente de energia elétrica e a utilização de produtos livres de metais pesados, como o mercúrio presente nas lâmpadas fluorescentes, deveriam ser práticas incorporadas à rotina das pessoas. Isso não apenas colabora para o desenvolvimento sustentável do planeta, mas também contribui para reduzir os impactos ambientais negativos”, explica Camilla Horizonte, Gerente de Operações e Marketing da Reciclus. 

Para mais informações sobre o programa de logística reversa da Reciclus e pontos de entrega, visite o site oficial em https://reciclus.org.br/. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *