Brasil vence Japão de virada e mantém invencibilidade na Liga das Nações

A Seleção Brasileira Feminina de Vôlei segue invicta na Liga das Nações. Na manhã desta terça-feira, em Macau, o time do técnico Zé Roberto Guimarães derrotou o Japão por 3 sets a 2, parciais de 24/26, 26/24, 19/25, 25/20 e 15/11. Com o resultado, a equipe brasileira se mantém invicta no torneio. São cinco vitórias em cinco confrontos.

Na etapa do Rio de Janeiro, o Brasil superou Canadá, Coreia do Sul, Estados Unidos e Sérvia.

Para garantir o triunfo, as brasileiras tiveram que buscar o empate para, no quinto set, conseguir a virada. O Brasil volta a jogar na próxima quinta-feira pela competição, quando enfrenta a Seleção Holandesa às 8h30, horário de Brasília.

O primeiro set teve um início preocupante. O Brasil não conseguiu encaixar seu ataque e sofreu com a variação ofensiva das japonesas. Com velocidade e precisão, o Japão imprimiu um ritmo forte e logo abriu uma vantagem de 5 a 1.

Apreensivo, o técnico Zé Roberto Guimarães pediu foco à Seleção Brasileira e, aos poucos, a partida foi ficando equilibrada. Após sustentar uma vantagem de três pontos por um bom tempo, principalmente explorando a ponteira Ishikawa, o Japão passou a ser barrado pelo bloqueio brasileiro.

O Brasil começou a incomodar as japonesas, e na base da criatividade, em jogada de Carol, a seleção conseguiu a igualdade em 16 a 16. O equilíbrio se manteve até o fim do primeiro set. Na chance de definir a parcial, no entanto, o bloqueio japonês prevaleceu. Em seguida, com um set point a favor, o Japão fechou em 26 a 24.

O segundo set teve um começo diferente em relação à primeira parcial. Com dois pontos de saque de Gabi, o Brasil abriu 4 a 1, mas logo cedeu ao jogo de variações das rivais, que conseguiram a igualdade em 6 a 6. A sequência foi marcada pelo equilíbrio, com as duas equipes trocando pontos e deixando o confronto empatado.

Bem no jogo, Gabi fez seu terceiro ponto no saque neste set e colocou o Brasil na frente: 19 a 18. As japonesas mantiveram o ritmo, mas novamente em jogada da ponteira brasileira, a equipe de Zé Roberto fez 22 a 20.

A seleção nacional chegou a fazer 24 a 21, mas o Japão empatou. Um erro de saque de Araki, no entanto, mudou o cenário da partida. Com 25 a 24 a favor, Gabi mais uma vez chamou a responsabilidade, furou o bloqueio rival, e devolveu o placar do set inicial: 26 a 24 e duelo igualado.

Após um início equilibrado, o terceiro set contou com erros infantis da Seleção Brasileira. A falta de foco permitiu ao Japão abrir vantagem e administrar com tranquilidade a liderança do placar. O Brasil não conseguiu parar a atacante Ishikawa na rede e o time asiático chegou a ter 21 a 12 no marcador.

Num jogo de paciência, o Brasil não facilitou em quadra e reduziu a diferença para quatro pontos (21 a 17). No entanto, o Japão apostou na troca de bolas para definir o terceiro set em 25 a 19.

As japonesas logo abriram 2 a 0 no quarto set e Zé Roberto Guimarães apostou em Thaísa. A opção deu certo e a jogadora anotou três dos quatro pontos brasileiros decretando o empate neste início de parcial.

Com a necessidade de vencer para levar a partida para o quinto set, o Brasil mostrou determinação para impor o seu jogo e não deu chances ao bloqueio das japonesas. Administrando uma vantagem de quatro pontos na parte final da parcial, o triunfo foi definido em ataque da Thaisa: 2 a 2 em sets com 25 a 20.

No quinto e decisivo set o Brasil logo conseguiu a dianteira. Com um forte bloqueio, a equipe abriu 4 a 1 e administrou a vantagem. As japonesas, que tiveram dificuldade no ataque, se descontrolaram no final. Thaísa e Carol foram decisivas na rede e a Seleção Brasileira definiu o triunfo em 15 a 11 na quinta parcial.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *