23 de julho de 2024

TV Prefeito

Portal de notícias dos municípios com videos e entrevistas. Cobertura diária das cidades das regiões: Metropolitana, Serrana, Lagos, Norte, Noroeste, Médio Paraíba e Centro Sul do estado do Rio de Janeiro. O melhor da notícia está aqui.

ANP escolhe Fapesp para ministrar formação a seus recursos humanos

A ANP assinou ontem (11) acordo de cooperação técnica com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) a partir do qual a Fundação passará a ser a gestora administrativa e financeira do Programa de Formação de Recursos Humanos da ANP (PRH-ANP). A medida faz parte das ações da ANP para aperfeiçoamento do PRH, que completa 25 anos de existência em 2024.

O objetivo do PRH-ANP é estimular instituições de ensino a oferecerem, aos seus alunos, especializações profissionais consideradas estratégicas para o setor de energia.

Desde 2019, na segunda fase do programa, o PRH-ANP conta com aporte de recursos de empresas petrolíferas para cumprimento da obrigação de investimentos em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (Cláusula de PD&I prevista em contratos de exploração e produção de petróleo e gás natural. De 2019 até a assinatura do acordo com a Fapesp, o Programa teve a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) como gestora financeira.

As atividades decorrentes do acordo entre ANP e Fapesp serão executadas em regime de cooperação mútua, não cabendo aos participantes quaisquer remunerações pelos serviços prestados. Não haverá interrupção do PRH, visando garantir a continuidade do pagamento das bolsas dos mais de 1.100 bolsistas ativos e a continuidade das pesquisas em andamento.

A ANP acredita que a Fapesp reúne as condições necessárias para que o PRH possa atender ainda melhor aos seus objetivos. Entre os principais benefícios esperados estão: utilização de sistema informatizado, facilitando a gestão documental, das bolsas, dos auxílios e a comunicação com bolsistas e coordenadores; e a capacidade da entidade gestora para auxiliar na preparação de editais e regras de aprimoramento do PRH-ANP, bem como para acompanhar e avaliar indicadores de qualidade e produção dos projetos com foco dos investimentos em melhores resultados para a sociedade.

O PRH-ANP é a ferramenta de gestão criada pela ANP e implementada em 1999, como forma de executar a política pública prevista na Lei do Petróleo (nº 9.478/1997) que trata do estímulo à pesquisa e adoção de novas tecnologias na indústria do petróleo, gás natural e biocombustíveis.

Mais de sete mil bolsistas já passaram pelo Programa. Na fase atual, de 2019 a 2023, foram cerca de 1.600 bolsas, além de mais 160 para apoio administrativo, coordenadores e pesquisadores visitantes, em 54 programas de 25 instituições de ensino, em 12 estados da Federação.

Esses programas estão voltados para temas que vão das boas práticas e a sustentabilidade na exploração e produção de gás, à eficiência energética e aos biocombustíveis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *