Alerj complementa política estadual do idoso para melhorar atendimento de saúde

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, em segunda discussão, nesta terça-feira (21/05), o Projeto de Lei 6.446/22, do deputado Danniel Librelon (REP), que complementa a Política Estadual do Idoso (Lei 6.559/13) para melhorar o atendimento na área da Saúde. A medida segue para o governador Cláudio Castro, que tem até 15 dias úteis para sancioná-la ou vetá-la.

O trecho que pode ser alterado estabelece as ações governamentais para implementação da Política do Idoso na área da Saúde. Atualmente, a legislação prevê que compete aos órgãos públicos “garantir, com precedência, assistência nos diversos níveis de atendimento do SUS”.

O objetivo é inserir um complemento para garantir assistência integral em todas as etapas e necessidades do idoso, especialmente para consultas, exames, transferências, internações, procedimentos cirúrgicos e clínicos, atenção direcionada à liberação ou alta médica, dentre outros procedimentos e ações correlatos ou afins.

“Entendemos perfeitamente que não se trata de irresponsabilidade da parte dos profissionais de saúde. No entanto, precisamos estar atentos quanto a estas questões, bem como utilizarmos as ferramentas do poder legislativo para contribuir com esta parcela da população que tanto sofre já na etapa final de vida”, explicou Librelon.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *