Volta Redonda amplia oferta da vacina BCG

A Prefeitura de Volta Redonda, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), ampliou, a partir dessa segunda-feira (27), a oferta da vacina BCG, que protege contra as formas graves da tuberculose. Com um estoque de doses maior disponível, a aplicação, que acontecia apenas na maternidade do Hospital São João Batista e na Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) do bairro Jardim Paraíba, foi descentralizada e está sendo realizada também em seis unidades básicas.

“A vacina BCG é aplicada em dose única, ao nascer. Em algumas maternidades, como no Hospital São João Batista, a maior parte dos recém-nascidos já têm a vacina aplicada antes da alta hospitalar. Porém, em alguns casos, como na prematuridade extrema ou baixo peso, a aplicação é adiada”, explicou o médico sanitarista da SMS, Carlos Vasconcellos.

A vacina, que é aplicada em dose única e pode ser feita até a criança completar 4 anos, 11 meses e 29 dias de vida, estará disponível nos seguintes dias e unidades: Conforto (quarta-feira); Jardim Paraíba (segunda, quarta e sexta-feira); Retiro 1: (terça e quinta-feira); Vila Brasília (quarta-feira); Açude 1 (quinta-feira); e Volta Grande (sexta-feira).

Proteção

A vacina BCG protege contra a tuberculose – doença contagiosa, provocada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis. Foi criada em 1921 por Léon Calmette e Alphonse Guérin, dando origem ao nome BCG. A doença não afeta apenas os pulmões, mas também ossos, rins e meninges (membranas que envolvem o cérebro).

Os sintomas da tuberculose ativa no pulmão são tosse, às vezes com expectoração e sangue, falta de ar, dores no peito, fraqueza, perda de peso, febre e suores, principalmente ao final do dia.

Transmissão

Pessoas infectadas podem não apresentar sintomas e, mesmo assim, transmitirem a bactéria. O contágio se dá de uma pessoa para a outra, através de gotículas de saliva da garganta. O compartilhamento de objetos não oferece risco. Pessoas com o sistema imunológico comprometido têm mais chance de desenvolver a doença, em especial, a forma grave e generalizada.

Para prevenir a tuberculose é necessário vacinar todas as crianças, a partir do nascimento até os 4 anos, 11 meses e 29 dias de vida. A vacina, em dose única, é oferecida gratuitamente nas unidades básicas de Saúde.

Cuidados antes e após a vacinação

A vacinação não requer qualquer cuidado prévio. Após a administração da vacina, a reação pode acontecer em até 60 dias depois da aplicação e é esperada, com posterior formação de cicatriz. É importante não colocar nenhum produto, medicamento ou curativo, pois trata-se de uma resposta esperada e normal à vacina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *