Viúvo paga R$ 40 mil para espalhar 50 outdoors pelo Rio em busca de novo amor no Dia dos Namorados

Quem passa por vias importantes na Zona Oeste do Rio – como a Avenida Brasil – tem visto uma propaganda diferente. Vários outdoors espalhados estampam a frase “procura-se uma namorada” acompanhada da foto de um homem, duas cadelinhas e o nome e instagram dele – com direito a QR Code.

O sobrenome Valentim – que remete ao Dia dos Namorados nos Estados Unidos, o Valentine’s Day – casa bem com o romantismo do empresário Carlos.

Aos 54 anos, viúvo há 4, Carlos Valentim se cansou de aplicativos de relacionamento e decidiu mudar de estratégia na busca por um novo amor: gastou R$ 40 mil para espalhar 50 outdoors em locais de grande movimento do Rio.

O objetivo é acabar com a solteirice antes do Dia dos Namorados, celebrado no próximo dia 12.

“A minha meta é arrumar uma namorada antes do Dia dos Namorados, para não passar sozinho. Inclusive, eu reservei uma mesa em um restaurante na Zona Oeste. Se eu conseguir, até lá, eu vou ter o primeiro encontro com essa pessoa”, disse Carlos ao g1.

 

O empresário contou que, em aplicativos, não encontrou o perfil ideal. Por isso, resolveu investir em uma campanha dos próprios atributos. Pelo que ele conta, deu certo:

“Pelos meus cálculos, 500 mulheres me procuraram. São 50 outdoors espalhados. E tem, outdoor na Avenida Brasil, no caso são 3 deles juntos, onde passam mais de 100 mil pessoas por dia.”

 

O empresário Carlos Valentim — Foto: Arquivo pessoal/ Carlos Valentim

E quais são os atributos que Carlos tem a oferecer para uma mulher?

Ele conta que cuida da aparência, é caseiro, torce pelo Vasco da Gama, pratica caratê desde os 18 anos.

Mas ele também tem condições: gostar de animais é fundamental para o relacionamento dar certo. Duas pequenas paixões dele, Mel e Pretinha, aparecem nos anúncios em seu colo.

“Se não gosta de cachorro, não gosta de mim”, explicou.

 

A candidata pode ser de qualquer região do Rio de Janeiro. Segundo o empresário, a futura amada precisa estar disposta a um relacionamento sem segredos, com afeto gostar da família.

Economias investidas

Segundo o empresário, toda a campanha custou R$ 40 mil, dinheiro economizado durante o tempo de viuvez.

“Os quatro anos que fiquei viúvo eu fiquei economizando, consegui guardar dinheiro. Então, resolvi aparecer para que elas me vejam. Eu acredito que, daí, vai sair uma pessoa legal.”

 

Carlos Valentim nega que tenha feito a campanha para aparecer, virar influenciador, ou que os outdoors espalhados façam parte de uma campanha publicitária. Ele afirma que o desejo genuíno é encontrar uma esposa.

Os perfis de Carlos nas redes sociais são relativamente recentes. Segundo ele, nunca foi fã do mundo da internet. O projeto de buscar uma nova companheira o fez ir atrás do mundo virtual. As redes são usadas para um primeiro contato.

“Nos 9 anos que vivi com a minha esposa, eu não tinha rede social, nem Facebook e nem nada pois a gente não gostava, não achávamos legal. Minha filha fez um perfil para mim. Pensei em colocar meu WhatsApp no outdoor, mas eu não ia conseguir falar com ninguém. Aí, lembrei que tinha também o Instagram e resolvi usar”, explicou.

Enquanto o Dia dos Namorados não chega, Carlos segue conversando com as candidatas em busca de um novo amor – e também fazendo suas propagandas:

“O motivo de colocar os outdoors é que eu sou caseiro. Eu só sei trabalhar, fico em casa, cuido dos cachorros, vejo um filme e durmo. Eu não frequento festa, balada. Eu passo o ano todo trabalhando. E o tempo vai passando. Passei quatro Dias dos Namorados sozinho, quatro Natais e quatro Ano Novo”.

 

Outdoor com imagem de Carlos Valentim no Rio de Janeiro — Foto: Arquivo pessoal/ Carlos Valentim

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *