Grêmio é o último time a garantir vaga nas oitavas da Libertadores; veja todos os classificados

Todos os classificados para as oitavas de final da Conmebol Libertadores estão definidos. O Grêmio venceu o Huachipato por 1 a 0, na noite desta terça-feira, em Talcahuano, no Chile, em duelo atrasado da 4ª rodada, e garantiu vaga no mata-mata, com um jogo ainda por disputar.

Agora, resta saber se o Tricolor avançará como líder do grupo ou em segundo. No primeiro cenário, o rival dos gaúchos será o Peñarol, com a ida no Uruguai. Se terminar como vice-líder do Grupo C, o adversário será Fluminense, com decisão no Rio de Janeiro.

O Grêmio enfrenta o Estudiantes no próximo sábado, às 19h, no Couto Pereira, em Curitiba. Para ultrapassar o The Strongest e assumir a primeira posição da chave, o time gaúcho precisa vencer os argentinos ou empatar a partir de 2 a 2 para superar os bolivianos nos critérios.

Veja os confrontos

  • San Lorenzo x Atlético-MG
  • Nacional-URU x São Paulo
  • Flamengo x Bolívar
  • Colo-Colo x Junior Barranquilla
  • Talleres x River Plate
  • Peñarol x The Strongest ou Grêmio
  • Botafogo x Palmeiras
  • The Strongest ou Grêmio x Fluminense

A maioria dos brasileiros ficou de um lado do chaveamento: quem avançar do clássico nacional Palmeiras x Botafogo poderá pegar o São Paulo nas quartas de final. Do mesmo lado, o Flamengo se passar pelo Bolívar pode encontrar o Grêmio nas quartas se o Tricolor se classificar em primeiro no Grupo C.

Do outro lado, o Fluminense também pode ter um clássico nacional pela frente se o Grêmio se classificar em segundo no Grupo C. E quem passar desse confronto poderá pegar o Atlético-MG nas quartas de final. Todos os argentinos estão desse lado da chave: o San Lorenzo, que pega o Galo, e o clássico River Plate e Talleres.

O campeão da Libertadores receberá até US$ 33,05 milhões (R$ 166,2 milhões), cinco milhões de dólares a mais que o vencedor da final da Libertadores do ano passado. A alteração foi no valor do campeão na final – de US$ 18 milhões passou para US$ 23 milhões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *