SOS Coração: programa inovador já contabiliza 260 vidas salvas em Campos

O “SOS Coração: Nossa missão é cuidar das pessoas” já contabiliza 260 vidas salvas em decorrência do Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), doença que representa a principal causa de morte entre as patologias cardiovasculares no país e no mundo. Pioneiro e inovador na região, o projeto veio com o desafio do atendimento ao paciente com IAM nas duas primeiras horas, após o aparecimento dos sintomas. Somente nos cinco primeiros meses do ano, já foram 80 pessoas socorridas.
Nesta abordagem de imediato, o diagnóstico rápido na rede de urgência e emergência e o transporte célere para as unidades de hemodinâmica com as equipes de prontidão permitem o procedimento em tempo reduzido para a realização do cateterismo da coronariana para a implantação do stent com a recanalização da artéria obstruída e, consequentemente, salvar a vida dessas pessoas.
“Um privilégio que poucas cidades no país oferecem aos seus munícipes. Ter este tratamento disponível para toda a nossa população é um grande avanço para o município, além de promover a redução da morbidade e mortalidade em nosso meio, pois o atendimento imediato reduz em 50% o índice de óbitos por infarto”, destacou o secretário de Saúde, Paulo Hirano.
O projeto é muito mais do que assistência à saúde e todo esse sucesso fez com que Campos conquistasse o terceiro lugar na 4ª Mostra Estadual de Práticas de Saúde Cosems-RJ e IdeiaSUS Fiocruz, que aconteceu em 25 de abril na sede da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), na capital fluminense.
“A mostra nos permitiu evidenciar que o município está entre os primeiros do Estado nas práticas de saúde. Este é o nosso propósito. A nossa missão é cuidar das pessoas e salvar vidas. Então, esse prêmio, na verdade, nada mais é do que uma coroação daquilo que já sabíamos que iria se transformar o SOS Coração”, reiterou o secretário.
Carlos Augusto de Oliveira, de 66 anos, é motorista de caminhão e foi um dos atendidos pelo SOS Coração. Ele é morador do Parque Guarus e teve dois infartos, um no dia 2 de abril e outro no dia 9 do mesmo mês. Em ambos os casos, foi realizado o cateterismo e colocado um Stent, procedimentos esses essenciais na sobrevida do idoso. “Estava em casa conversando com minha família quando senti uma dor intensa no peito. Eu sabia que era outro infarto pela experiência que já tive. Corri para a UPA e, de lá, fui transferido para a Santa Casa. O atendimento que recebi foi incrível. Fui tratado com rapidez e eficiência, o que me possibilitou estar aqui hoje, vivo e bem. Agradeço a equipe do SOS Coração por todo suporte e cuidado durante esse momento difícil”, disse.
O PROGRAMA – O projeto é uma parceria do município, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), com o Governo do Estado. O SOS Coração foi lançado oficialmente pelo prefeito Wladimir Garotinho e pelo secretário de Estado de Saúde, Doutor Luizinho, em 28 de fevereiro do ano passado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *