Sistema Imunana-Laranjal segue fora de operação nesta quinta-feira (4/4)

O sistema Imunana-Laranjal continua fora de operação na manhã desta quinta-feira (4/4) em razão de alteração da qualidade da água bruta (ainda não tratada) no manancial de captação. A Cedae tomou a medida às 5h59 de ontem (3/4) e acionou o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), que identificou despejo irregular de um produto químico poluente conhecido como tolueno.

A detecção do problema pela Companhia aconteceu em trabalho de monitoramento que é feito constantemente, inclusive antes da entrada da água bruta na estação. A Cedae monitora de hora em hora a qualidade da água, mas ainda não há prazo para que o sistema volte a operar.

A Companhia e o Inea tranquilizam a população de que não há risco de a substância chegar às residências, porque a captação só será retomada quando a água estiver totalmente adequada para consumo humano. Diante da situação, a Cedae reforça a orientação para que a população faça uso consciente da água, adiando tarefas não essenciais que exijam grande consumo.

O Sistema Imunana-Laranjal abastece cerca de dois milhões de pessoas em Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, parte de Maricá (Inoã e Itaipuaçu) e a Ilha de Paquetá, no Rio de Janeiro. As concessionárias Águas de Niterói e Águas do Rio, responsáveis pela distribuição de água de acordo com os respectivos locais de atuação, foram comunicadas.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *