22 de julho de 2024

TV Prefeito

Portal de notícias dos municípios com videos e entrevistas. Cobertura diária das cidades das regiões: Metropolitana, Serrana, Lagos, Norte, Noroeste, Médio Paraíba e Centro Sul do estado do Rio de Janeiro. O melhor da notícia está aqui.

Serviço de aluguel de patinetes elétricos volta a ser oferecido no Rio neste sábado

A partir deste sábado (22), o Rio de janeiro volta a oferecer o serviço aluguel de patinetes elétricas. Inicialmente, serão instalados mil equipamentos com cerca de 200 pontos de estacionamento em alguns bairros da Zona Sul, como Ipanema e Leblon.

O serviço estará disponível 24 horas por dia, com uma taxa de desbloqueio de R$ 2 e um custo adicional de R$ 0,80 por minuto de uso. Os pagamentos poderão ser feitos por cartão de crédito ou PIX.

De acordo com a Whoosh, empresa responsável pelo aluguel, os veículos vão a uma velocidade máxima de 20km/h e poderão ser utilizados por pessoas maiores de idade nas ruas e ciclovias da cidade.

Segundo a empresa, os veículos atendem a todas as regulamentações estabelecidas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). A projeção é aumentar o número de patinetes em até 2.6 mil nos próximos três meses, expandindo a abrangência do serviço para o Centro e alguns bairros da Zona Norte, como Tijuca e Maracanã.

Todas as operações são conduzidas por meio do aplicativo da Whoosh, disponível para download em dispositivos iOS e Android. Para localizar um veículo disponível, os usuários podem consultar o mapa no aplicativo, onde será possível reservar uma patinete, verificar o nível de carga da bateria e os preços das viagens.

A Whoosh exige que, antes do primeiro aluguel, os usuários consultem um material educativo sobre as regras de uso do equipamento no trânsito. Em rotas mais congestionadas, a velocidade é reduzida automaticamente.

Os patinetes não poderão circular ou serem deixadas em qualquer lugar. Caso o veículo circule em uma área proibida, o sistema emite um som de alerta e para sua operação.

“Por meio do aplicativo, os usuários são direcionados a estacionar dentro de áreas demarcadas, o que contribui para a preservação e fortalecimento da harmonia no espaço público, abrangendo calçadas, ciclovias e demais infraestruturas urbanas”, explica Francisco Forbes, CEO da empresa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *