São Gonçalo tem novo secretário de Ordem Pública

Major PM Francisco Magalhães é natural de São Gonçalo

Com grande experiência na área de segurança pública, o major PM Francisco Amorim Magalhães, de 40 anos, passou a comandar a Secretaria Municipal de Ordem Pública de São Gonçalo, desde a última sexta-feira (3). Na Polícia Militar há 20 anos, Magalhães exercia a função de chefe da Seção de Planejamento Operacional e Análise Criminal do 7º Batalhão de Polícia Militar. O novo secretário substitui o Capitão Wellington Moreira.  

“A princípio, vamos ampliar as ações de ordenamento urbano em toda a cidade, através do empenho da Guarda Municipal e da Subsecretaria de Fiscalização de Posturas. Vamos trabalhar também em conjunto com as demais secretarias municipais, buscando ainda mais a integração da Prefeitura com as forças de segurança pública estaduais. Na Guarda Municipal, seguindo as diretrizes do prefeito Capitão Nelson, vamos atuar no fortalecimento e capacitação desses agentes, além de buscar aquisição de novos equipamentos, para aumentar a sensação de segurança para os cidadãos gonçalenses”, contou o Major Francisco.

O novo secretário ainda afirma que o trabalho em parceria com o 7º BPM de São Gonçalo, irá continuar, afirmando que integrar as forças de segurança é fundamental para o desenvolvimento do município.

“O objetivo é ampliar as ações conjuntas. Vou aproveitar que estava no 7º BPM e traçaremos mais atividades para segurança do município. Essa comunicação com outros órgãos facilita o desenvolvimento de ações para combater a criminalidade”, garantiu. 

O Major PM Francisco Amorim Magalhães, nascido no município de São Gonçalo, é Bacharel em Direito. Ingressou na PM em 2003, entrando direto na Academia de Polícia Militar, no Curso de Formação de Oficiais. Em 2015, fez o Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais, da PM. 

Magalhães já passou por nove batalhões diferentes, com destaques para as unidades de Niterói, Cabo Frio, Itaboraí e São Gonçalo. Essa é a segunda vez que o militar integrou a corporação gonçalense. Até fevereiro deste ano, atuava como chefe da Seção de Planejamento Operacional e Análise Criminal, onde conseguiu obter resultados expressivos na redução dos indicadores analisados pelo Sistema Integrado de Metas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *