São Gonçalo finaliza espaço que irá abrigar o EcoPonto

Doadores de lixo receberão crédito para compras

São Gonçalo está prestes a ganhar um EcoPonto, local destinado à coleta de lixo onde o resíduo poderá ser trocado por dinheiro e usado nos comércios locais. A iniciativa, que faz parte da campanha Limpa São Gonçalo, visa estimular a reciclagem, dando destino correto aos resíduos produzidos na cidade. Em São Gonçalo, o lixo valerá dinheiro. A previsão é de inaugurar o EcoPonto em junho, em alusão ao Dia do Meio Ambiente.

O processo do funcionamento do EcoPonto é bem simples. Os interessados serão cadastrados quando fizerem a entrega do lixo reciclável no ponto de coleta. O material entregue será revertido em crédito para o gonçalense, uma espécie de moeda social, que vai poder ser usado em estabelecimentos parceiros.

A ação terá o apoio da Secretaria de Assistência Social, que vai emitir a documentação necessária, caso a pessoa não tenha, para que ela seja cadastrada e sua conta seja aberta.

Com a conta, a pessoa pode acompanhar o saldo através do aplicativo, que também permite pagar contas, realizar recarga de aparelho celular, entre outros serviços. Nos pontos de coleta todo o trabalho poderá ser acompanhado pelo público, desde a entrega do material, passando pela pesagem, até o momento em que o resíduo será limpo e enviado para a reciclagem.

“Estamos utilizando um equipamento da Prefeitura que estava abandonado e que a partir das próximas semanas terá um papel fundamental para o início de um processo de coleta seletiva no município. Além disso, com o crédito gerado, o dinheiro ficará circulando dentro da cidade, movimentando a economia”, disse o secretário Edson Leal, secretário de Conversação.

A previsão é que nos próximos dias a unidade, que fica ao lado da Escola Municipal Joaquim Lavoura, no Barro Vermelho, já esteja aberta à população. Ao todo, serão cinco pontos espalhados pela cidade que em breve terão seus endereços divulgados.

O local também vai promover ações educativas sobre reciclagem e meio ambiente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *