Rio tem dois mortos por bala perdida em menos de 24h

Um passageiro de ônibus foi morto por uma bala perdida na noite de anteontem durante um confronto na Avenida Brasil, na altura do Complexo da Maré. Na manhã de ontem, havia sido divulgado que a vítima seria uma mulher, o que foi revisto à tarde. Alessandro Lucio Adão, de 43 anos, foi atingido por um tiro de fuzil quando voltava do trabalho para casa, em Duque de Caxias. Ele deixou duas filhas.

No tiroteio, um suspeito foi baleado e morreu. A Polícia Militar informou que equipes do Batalhão de Polícia de Choque faziam um patrulhamento na via expressa quando se depararam com suspeitos. Segundo a corporação, um deles reagiu e o confronto foi iniciado. O suspeito baleado foi levado para o Hospital Federal de Bonsucesso, mas não resistiu. A corporação informou que, com ele, foi apreendido um revólver. A Polícia Civil recolheu as armas dos PMs para fazer perícia, na tentativa de descobrir de onde partiu o tiro que matou o passageiro. Em Copacabana, na Zona Sul, o corpo de um homem foi localizado na manhã de ontem na Rua Siqueira Campos, em Copacabana. Cláudio Freitas, de 44 anos, que trabalhava na praia com o aluguel de cadeiras, teria sido vítima de uma bala perdida. O tiro teria sido disparado durante uma briga entre dois homens. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas já encontrou a vítima sem vida. Nenhum suspeito foi localizado pelos policiais militares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *