Renato Augusto entra bem e ganha importância no Fluminense com suspensão de Ganso

No empate do Fluminense com o Atlético-MG, em Cariacica (ES), Ganso tornou-se desfalque para a próxima rodada do Brasileirão ao receber o terceiro cartão amarelo. Em seu lugar, Fernando Diniz promoveu a entrada de Renato Augusto – que marcou o segundo gol do Tricolor e, destaque no confronto ao lado de Marquinhos, ganhou importância com a suspensão do camisa 10.

 

Na derrota para o Corinthians, Renato Augusto foi utilizado por Diniz no ataque, mas teve poucos minutos em campo. Contra o Sampaio Corrêa, foi a opção do treinador no lugar de Cano, que permaneceu no banco de reservas, e atuou deslocado para ser uma espécie de falso 9. Pouco tocou na bola.

A entrada do camisa 20 contra o Atlético-MG foi um acerto tático de Diniz, que também promoveu Alexsander no lugar de Douglas Costa. Um minuto depois da rodada de substituições, que também teve Felipe Andrade na vaga de Felipe Melo, Alexsander aproveitou erro de Everson na saída de bola e achou grande passe para Renato Augusto. O meia chutou no canto, fez o segundo do Flu em Cariacica e marcou pela primeira vez com a camisa do Fluminense.

O início da temporada do Fluminense teve amplo debate sobre a utilização de Ganso e Renato Augusto juntos. Com a suspensão do camisa 10 e as características similares entre os dois jogadores, Renato se credencia como principal opção para assumir a vaga no meio contra o São Paulo, no Morumbi.

O Fluminense volta a campo nesta quinta-feira, 9 de maio, para encarar o Colo-Colo pela quarta rodada da fase de grupos da Conmebol Libertadores. Pelo Brasileirão, o Tricolor mede forças com o São Paulo no dia 13 de maio, no Morumbi.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *