Prefeitura de Volta Redonda entrega novo espaço para ressonância magnética e comemora fim da fila de espera

A Prefeitura de Volta Redonda, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), entregou nesta segunda-feira, dia 10, o Centro Municipal de Ressonância Magnética Drª. Amanda Dinalli Francisco, que é exclusivo para o atendimento do SUS (Sistema Único de Saúde), localizado na Rua 33, na Vila Santa Cecília. O novo espaço da clínica contratada para o serviço realiza diversos tipos de exames de ressonância magnética, com e sem contraste, como de articulações, coluna cervical, crânio, membros,
tórax, artroressonância e enteroressonância, entre outros.
Os exames, que estão sendo realizados há cerca de quatro meses no local (desde fevereiro), foram responsáveis por zerar a fila de espera para a realização de ressonâncias magnéticas na rede pública municipal. Neste espaço são realizados, mensalmente, cerca de 900 exames. Desde o início
de seu funcionamento, a clínica já fez mais de 4 mil ressonâncias para usuários do SUS. Atualmente, o município tem uma entrada mensal de cerca de 800 novos pedidos de exames.
A diretora do Departamento de Controle, Regulação, Avaliação e Auditoria (DCRAA) da SMS, Sheila Rodrigues, explica que a única exceção é para os exames que exigem sedação. “O grande dificultador ainda são as ressonâncias com sedação, pois é necessário ter um médico-anestesista presente, por isso esse tipo de exame é realizado uma vez por semana, podendo assim ter um tempo de espera um pouco maior. Os demais exames correm dentro do mês. Isso solucionou vários problemas, como, por exemplo, atendimento de pacientes com câncer, que precisam fazer seus exames mais rápido, e da ortopedia, que necessitam do exame para realização de cirurgias”.
De acordo com um levantamento realizado pelo DCRAA, a maior demanda do município é pelas ressonâncias ortopédicas. “Quando temos algum pedido de exame que precisa ser acelerado por conta de tempo de consulta ou cirurgia, essa oferta é ampliada sem nenhuma dificuldade com o prestador do serviço”, explicou a diretora.
A secretária municipal de Saúde, Maria da Conceição de Souza Rocha, falou sobre o trabalho intensificado para acabar com a fila de espera pela ressonância na rede pública. “Esse é mais um serviço que estamos organizando para garantir a integralidade da atenção à saúde aos cidadãos de Volta Redonda. A abertura desse espaço faz parte do meu compromisso e do prefeito de resgatar a rede de atenção à saúde na nossa cidade. Quero agradecer ao médico Ricardo Laviola que sempre foi um parceiro do SUS, e que faz um serviço de qualidade”.
O prefeito Antonio Francisco Neto afirma que os exames oferecidos são de excelência, por conta da eficiência da equipe que executa o trabalho. “Temos a honra de ter feito essa parceria. Quero agradecer à equipe da clínica e da secretaria de Saúde, que não medem esforços para atender a nossa população. Volta Redonda é um dos poucos municípios do país capaz de acabar com as filas. Somos corajosos, queremos dar à população da nossa cidade uma saúde cada vez melhor. A população merece! Obrigado
também à família da Drª Amanda, por ter nos permitido fazer essa singela homenagem”, disse o prefeito em tom emocionado.
Mariza Auxiliadora Francisco, mãe da homenageada, destaca a importância do espaço. “É um consolo saber que ela está sendo lembrada em um espaço tão importante para a população de Volta Redonda. O que ela fez na medicina foi ajudar e cuidar. Ela tinha muito carinho e atenção com os pacientes. O pouco tempo que ela exerceu a profissão indicava que ela ia brilhar. E de alguma forma agora ela está brilhando”.
A paciente Maria Aparecida Campos, 60 anos, moradora do bairro Padre Josimo, estava aguardando para fazer ressonância da coluna. “Meu coração está feliz. Precisávamos muito de um espaço como esse, pois é um exame caro e que a maioria não tem condições de fazer. O povo de Vota Redonda agradece. Além disso, é um espaço bonito e confortável”.
Também estavam presentes na inauguração o presidente da Fundação Oswaldo Aranha (FOA), Eduardo Prado; o médico responsável pelo Centro Municipal de Ressonância Magnética Drª. Amanda Dinalli Francisco, Ricardo Laviola; pacientes; assessores e secretários municipais.
Homenageada
O Centro Municipal de Ressonância Magnética recebeu o nome da médica Amanda Dinalli Francisco, que era natural de Volta Redonda, trabalhava como clínica-geral e fazia residência médica em oftalmologia, na Universidade Federal Fluminense (UFF) de Niterói. Formada em Medicina em 2020 na Universidade Unigranrio, filha de Mariza Tury Dinalli Francisco e Ivan Francisco, a homenageada foi vítima de um aneurisma e faleceu em 22 de julho de 2023, aos 28 anos.
Segundo a família da homenageada, ela era uma pessoa que transmitia boas energias, carinhosa, divertida, preocupada com os outros, fiel e disponível à família e aos amigos. Aproveitava os momentos da vida e sempre vivia com intensidade. Era uma médica jovem, mas já tinha tocado a vida de muitos pacientes com o seu carinho e dedicação.
“A homenagem ao nome da médica é feita a um serviço de excelência, porque não é apenas um serviço de radiologia, que entrega centenas de exames por mês. Lá são realizados exames com laudos preparados por uma equipe criteriosa e capacitada, que entrega cada resultado com carinho e qualidade técnica, que fazem toda a diferença na conduta médica e consequentemente na vida dos pacientes”, afirmou a secretária Conceição.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *