Prefeitura de Niterói entrega pista profissional de atletismo toda reformulada

A Prefeitura de Niterói entregou, nesta segunda-feira (13), a pista de atletismo do Complexo Aída dos Santos, em São Domingos. A obra é fruto de uma parceria com a Universidade Federal Fluminense (UFF). O espaço passou por um amplo processo de reforma e foi completamente renovado para receber eventos internacionais do esporte. O primeiro será o Grande Prêmio Brasil de Atletismo de 2024. O investimento foi de R$ 14,6 milhões. A inauguração reuniu diversas autoridades e atletas de destaque do universo dos esportes.

O prefeito de Niterói, Axel Grael, ressaltou que investir no esporte, assim como na educação e na igualdade social, faz a diferença.

“Niterói merece essa festa. Estamos reunidos aqui com todos esses atletas tão importantes para comemorar esse momento especial. Este é um investimento no esporte, na educação, na igualdade social e isso faz toda a diferença. O espaço é uma oportunidade para crianças de projetos sociais da cidade treinarem na pista. Niterói tem vocação para o esporte e hoje mais de 10 mil crianças são beneficiadas em projetos esportivos gratuitos. Com essa pista, vamos dar ainda mais oportunidades. Estamos às vésperas de receber um grande evento internacional de atletismo e desejo que daqui saiam grandes campeões, mas acima de tudo, cidadãos e pessoas felizes através do esporte”, reforçou Axel Grael.

O projeto do Complexo de Atletismo da UFF faz parte da requalificação do Centro, assim como a reforma da Avenida Visconde do Rio Branco, o Complexo Esportivo da Concha Acústica e o Castelinho do Gragoatá. O prefeito enfatizou ainda que o prédio desapropriado da Cantareira vai receber investimentos para a realização de atividades ligadas à economia criativa.

A ex-atleta Aída dos Santos, que deu nome à pista de atletismo, destacou a importância da revitalização do equipamento e agradeceu a homenagem.

“É muito importante ser homenageada em vida. Agradeço muito. As pistas de atletismo estão acabando, virando campos de futebol. Há pouco espaço para o esporte, por isso a inauguração desse complexo é muito importante. Tem que valorizar o que foi feito aqui e cuidar da pista. Acompanhei a obra de perto. Só quem pratica sabe o que é necessário e por isso acompanhei o passo a passo. O atletismo corre nas minhas veias”, disse Aída dos Santos.

Antonio Cláudio da Nóbrega, reitor da Universidade Federal Fluminense (UFF), manifestou sua gratidão pela parceria com a Prefeitura que proporcionou a reforma do espaço.

“O esporte é um instrumento de transformação social. Este projeto foi concebido para que o espaço tenha o maior potencial de integração com a sociedade. O objetivo não é trabalhar apenas a parte de competição, e sim a formação dos jovens, não só em atletismo, mas em atividades físicas de forma geral. Continuaremos lutando para que as parcerias com o poder público retornem aos cidadãos. Lutar pela justiça social continua sendo nossa missão. Nada transforma a sociedade como a educação e o esporte”, explicou o reitor.

De acordo com Wlamir Motta Campos, presidente do Conselho de Administração da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), o complexo vai formar atletas e, principalmente, cidadãos.

“A pista terá projetos sociais da base até o alto rendimento. O mais importante não é formar atletas e sim cidadãos que terão o exemplo inspirador da Aída dos Santos, atleta preta, de comunidade, muito à frente do seu tempo, campeã e que se tornou professora da UFF. É lindo ver essa homenagem em vida. Isso mostra a grandeza de Niterói, da Universidade e da pedagogia do exemplo”.

Além de áreas específicas para corridas de 100 metros e circuitos ovais de 400 metros, o complexo inclui instalações para diversas outras modalidades esportivas, como salto em altura, salto com vara, salto triplo e em distância, além de contar com placar eletrônico, campo de futebol com grama natural, iluminação noturna, vestiários e salas administrativas.

“Aída não fez a história, ela é a história. Parabenizo a ação de vocês porque demonstra o fato de que vai acontecer. Palavras são breves, mas a ação arrasta. Essa pista está fantástica e arrisco dizer que é a mais bonita do Brasil”, disse Paulo Wanderley Teixeira, presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB).

O projeto está alinhado com as normas internacionais oficiais de competição e já receberá eventos importantes neste ano, como o Grande Prêmio Brasil-Niterói 2024, do Continental Tour da World Atlhetics, no domingo (19), que será a primeira competição internacional na nova pista de atletismo.

O secretário municipal de Esportes, Rubens Goulart, frisou a evolução e o crescimento dos esportes em Niterói.

“Fizemos inúmeras visitas aos dois complexos esportivos que o Centro recebeu. O prefeito foi incansável e hoje vemos esses sonhos saindo do papel. A gente percebe que o crescimento do esporte na cidade vai ter uma evolução muito grande, como temos as meninas do Levantamento de Peso Olímpico (LPO) que já estão praticamente classificadas para as Olimpíadas”, exemplificou o secretário de Esportes.

A reforma do espaço, executada pela Empresa Municipal de Moradia, Urbanização e Saneamento (Emusa), conta com a instalação do piso e as marcações da pista principal de corrida, bem como dos espaços de aquecimento e das áreas de treinamento e competição das demais modalidades, além da pista de caminhada e de novos pontos de iluminação. O campo de futebol passou por uma revitalização completa, incluindo a adubação do solo, a instalação de um novo sistema de irrigação e a revitalização da grama e a pintura das marcações.

O complexo ganhou ainda uma sala multiuso, que será utilizada pelos professores durante os períodos letivos e servirá como espaço para acolher árbitros e outros profissionais durante as competições. Uma cisterna foi instalada para garantir o abastecimento para todo o Complexo, que conta com sistema de captação de água de reuso.

A inauguração teve a presença de diversos gestores do governo municipal e autoridades como o vice-prefeito, Paulo Bagueira; o presidente da Emusa, Antônio Lourosa; e o diretor da Faculdade de Educação Física da Universidade Federal Fluminense, Luiz Tadeu Paes de Almeida.

O evento ainda reuniu diversas celebridades do mundo dos esportes como a ex-atleta de atletismo, saltadora, velocista e medalha de ouro no salto em distância dos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, Maurren Maggi; a atleta do basquete e atual secretária nacional de Esportes de Alto Desempenho, Iziane Marques; um dos principais iatistas brasileiros, com lugar de destaque no cenário internacional após participar de seis edições dos Jogos Olímpicos, Torben Grael; a jogadora de voleibol, medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 2008, campeã olímpica de Vôlei Especialista em Liderança e Alta Performance e membro da Comissão Mulher no Esporte da entidade do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Valeska Menezes; a velocista brasileira Evelyn Carolina de Oliveira dos Santos; a levantadora de peso brasileira medalha de prata na prova feminina de Snatch até 76 kg no Campeonato Mundial de Halterofilismo de 2021, Laura Nascimento Amaro; a atleta niteroiense, levantadora de peso e medalha de bronze na prova feminina de Snatch até 87 kg no Campeonato Mundial de Halterofilismo de 2021, Amanda da Costa Schott; e o presidente da Federação Estadual Rio de Atletismo, Robson Maia.

Homenagem – Aída dos Santos nasceu no Rio de Janeiro, em 1937, mas cresceu no Morro do Arroz, em Niterói. Foi a única mulher, e preta, na delegação do país que competiu no Japão. A atleta enfrentou barreiras sem o apoio de um treinador e com material emprestado. Mesmo assim, foi a primeira mulher brasileira a chegar mais perto do pódio olímpico nos Jogos de Tóquio (1964) e ficou em quarto lugar no salto em altura, com 1,74m. No México (1968), foi a vigésima colocada no pentatlo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *