13 de julho de 2024

TV Prefeito

Portal de notícias dos municípios com videos e entrevistas. Cobertura diária das cidades das regiões: Metropolitana, Serrana, Lagos, Norte, Noroeste, Médio Paraíba e Centro Sul do estado do Rio de Janeiro. O melhor da notícia está aqui.

Polícia prende ‘Júnior Bomba’, suspeito de integrar milícia e cometer homicídios em Nova Iguaçu, RJ

A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) prendeu Reginaldo Ferreira Nunes Júnior, conhecido como “Júnior Bomba”, na tarde de quarta-feira (10).

“Júnior Bomba” é irmão de Sérgio Rodrigues da Costa Silva, conhecido como “Sérgio Bomba”, que foi assassinado a tiros no Recreio dos Bandeirantes em 22 de janeiro de 2024, e era apontado como chefe da milícia de Sepetiba.

Apontado como suspeito do assassinato, o miliciano Rui Paulo Estevão, o Pipito, assumiu a chefia da maior milícia do Rio, mas foi morto em uma operação policial.

“Júnior Bomba” estava na posse de uma pistola calibre 9 mm e dois veículos roubados e adulterados: um Hyundai Creta e um Toyota Corolla blindado.

Gilson Ingrácio de Souza Junior, o Juninho Varão — Foto: Reprodução

Gilson Ingrácio de Souza Junior, o Juninho Varão

 

Segundo as investigações, “Júnior Bomba” é um homem de confiança de Gilson Ingrácio de Souza Júnior, conhecido como “Juninho Varão”, líder da milícia de Nova Iguaçu e Seropédica.

O preso pela Draco também é investigado por vários homicídios. Durante a operação em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, foram apreendidos um fuzil calibre .556, dezenas de carregadores e milhares de munições de diversos calibres.

A polícia também encontrou dezenas de coletes balísticos, roupas semelhantes às de policiais e outros equipamentos que indicam atividades ilegais ligadas à milícia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *