Polícia identifica atiradores que executaram família em Niterói em março

Policiais civis da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) identificaram dois homens como os atiradores que executaram Filipe Rodrigues, de 24 anos, Rayssa Santos, de 23, e o bebê Miguel Filipe, de 7 meses – a família assassinada em Niterói dia 17 de março.

Os identificados são Marcos Patrick de Silva de Aquino, de 33 anos, e Fabiano da Conceição da Silva, de 30 anos.

Fabiano foi assassinado no dia 27 de março, segundo a polícia provavelmente pelos próprios comparsas, fato também investigado pela DH.

Segundo a Polícia Civil, assim como Marcos Patick, Fabiano era oriundo do tráfico da comunidade do Castro, também em Niterói.

Segundo as investigações, o ataque a tiros que matou a família aconteceu depois que Filipe, o pai morto com a mulher e a bebê, enganou traficantes da comunidade do Castro, ao se passar por policial militar e pedir R$ 50 mil para identificar e entregar um suposto informante.

Anteriormente, os policiais já haviam prendido, no dia 3 de abril, Wesley Pires da Silva Sodré, por ligação com o mesmo crime.

Os agentes também já haviam identificado por participação no crime o chefe do tráfico na localidade e mandante do crime, Lucas Lopes da Silva, vulgo Naíba que, assim como Marcos Patrick, segue foragido.

As investigações continuam para o esclarecimento do fato e prisão dos envolvidos. A delegacia pede para que denúncias sobre o caso sejam feitas pelo Whatsapp (21) 98596-7156. O anonimato, ressalta a DH, é garantido.

Família assassinada em Niterói — Foto: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *