14 de julho de 2024

TV Prefeito

Portal de notícias dos municípios com videos e entrevistas. Cobertura diária das cidades das regiões: Metropolitana, Serrana, Lagos, Norte, Noroeste, Médio Paraíba e Centro Sul do estado do Rio de Janeiro. O melhor da notícia está aqui.

“Petrobras de novo caminha para se posicionar como uma das maiores empresas de energia do mundo”, diz Lula na posse de Magda Chambriard

“A Petrobras tem o DNA do povo brasileiro. Resiste e insiste. E de novo caminha para se posicionar como uma das maiores empresas de energia do mundo. Mesmo quando o petróleo não for mais motivo da existência da Petrobras, ela será uma empresa de energia. Ela vai refinar o nosso biodiesel. Ela pode produzir hidrogênio verde. Ela pode produzir uma série de outras coisas e, agora, pode ajudar o país a enfrentar essa guerra da Rússia com a Ucrânia, ajudando a gente a recuperar a fábrica de fertilizante que a gente tanto precisa para recuperar esse país.”

Foi com essa mensagem que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou, nesta quarta-feira, 19 de junho, no Rio de Janeiro, da solenidade de posse de Magda Chambriard como a nova presidenta da Petrobras. Suas palavras ressaltam o papel fundamental que a empresa tem para o país e para o inevitável processo de transição energética que o mundo precisará trilhar para enfrentar os efeitos das mudanças climáticas.

Emocionado diante de uma plateia de funcionários e colaboradores da estatal, o presidente fez questão de elogiar todos aqueles que nestes 71 anos da Petrobras trabalharam para construir a história da maior empresa do Brasil.

“Aqui estamos de volta para reafirmar o papel fundamental da Petrobras para o crescimento do país e para a nossa soberania. Uma empresa que produz óleo, gás e energia, mas também investe em pesquisa, inovação e em transição energética. Uma empresa que investe em cultura. Que produz conhecimento e inovação. Não se constrói uma empresa da magnitude da Petrobras, nem o maior Centro de Pesquisa da América Latina, sem as mãos e as mentes de cada um e cada uma de vocês. A força de trabalho e o capital intelectual de vocês, petroleiros e petroleiras, talvez seja a principal riqueza da maior empresa pública do Brasil, cujo valor de mercado, em fevereiro deste ano, atingiu o recorde histórico de R$ 569 bilhões”, frisou o presidente.

 

RESPEITO – Funcionária de carreira da Petrobras, a engenheira civil Magda Chambriard, mestre em engenharia química, falou, em seu discurso, sobre como vai administrar a empresa. Antes de discursar, o presidente Lula entregou a ela o crachá de identificação de presidenta da Petrobras.

“A missão que me foi dada pelo presidente foi a de movimentar a Petrobras, porque ela impulsiona o PIB do país. Foi a de gerir a Petrobras com respeito à sociedade brasileira”, afirmou Magda.

“Muitos me perguntam o que é que nós vamos fazer na Petrobras. E o que nós vamos fazer está registrado no nosso planejamento estratégico. Ele envolve potencial para gerar centenas de milhares de empregos diretos e indiretos, além de expressivos recursos para a União, estados e municípios e participações governamentais. Vamos zelar pela governança e por resultados empresariais robustos, com rentabilidade e eficiência que o mercado e o Brasil esperam de nós”, prosseguiu a nova presidenta.

O evento foi prestigiado, além do presidente, pelos ministros Fernando Haddad (Fazenda), Rui Costa (Casa Civil), Alexandre Silveira (Minas e Energia), Luciana Santos (Ciência, Tecnologia e Inovações), Margareth Menezes (Cultura), Márcio Macêdo (Secretaria-Geral da Presidência da República) e Laércio Portela (interino da Secom). Também estiveram presentes o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes; a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra; o presidente do BNDES, Aloizio Mercadante; o presidente da Caixa, Carlos Vieira; a presidenta do Banco do Brasil, Tarciana Medeiros; além de parlamentares e da primeira-dama, Janja.

 

 

TRANSIÇÃO ENERGÉTICA E FERTILIZANTES – Magda Chambriard discorreu sobre o papel da Petrobras no processo de transição energética. “Nosso plano estabelece a trajetória que a companhia irá percorrer como líder brasileira na transição energética. Uma transição energética justa, mas inclusiva. Nessa transição, nossos ativos de petróleo e gás e as nossas plantas de refino serão fortalecidos com investimentos consistentes, mas tempestivos, reduzindo progressivamente as emissões de carbono. Temos a ambição de chegar a zero emissões, o net zero, até 2050”, afirmou.

A nova presidenta da Petrobras também deixou claro que a empresa investirá maciçamente no setor de fertilizantes. “É muito importante dizer que a nossa retomada ao setor de fertilizantes tem uma razão. Os fertilizantes são uma boa oportunidade para ampliar significativamente o mercado de gás. O gás é o nosso produto. O gás natural é o insumo com o maior impacto no preço dos fertilizantes. Nós também vamos reforçar a nossa atuação em petroquímicos e lubrificantes, que são produtos não carburantes que aprimoram o nosso portfólio e contribuem para a redução das emissões”, detalhou.

 

TRANSFORMAÇÃO ECOLÓGICA – Fernando Haddad destacou o papel fundamental da estatal como geradora de riqueza para o país e disse que a Petrobras deverá atuar para promover a transformação ecológica no país.

“A Petrobras, do ponto de vista da Fazenda, é sempre vista como uma geradora de dividendos e royalties. E o discurso da Magda fala fundo aos nossos anseios de fazer o Brasil crescer, descobrir novos potenciais de exploração de energia e promover a transformação ecológica tão ansiada pelo planeta e tão necessária”, ressaltou o ministro da Fazenda.

 

NOVAS FRONTEIRAS – A presidenta da Petrobras ainda abordou a questão da exploração de petróleo em novas fronteiras do país, para além do Pré-Sal. “Nós não podemos esquecer que as reservas de petróleo e gás do Brasil são finitas, de forma que nossa segurança energética, durante a transição, passa obrigatoriamente pela sua reposição. Nessa linha, é fundamental desenvolver as nossas fronteiras exploratórias, como as da margem equatorial e do sul do Brasil”.

A opinião foi reforçada pelo ministro Alexandre Silveira. “Precisamos demonstrar mais orgulho pela querida Petrobras, que é um dos maiores patrimônios de brasileiras e brasileiros. Vamos sim construir, com a boa política, com diálogo junto ao Ibama, tecnicamente, um caminho ambientalmente seguro para dar o direito ao povo brasileiro de conhecer as suas riquezas. Devemos conhecer o potencial dessa, que talvez seja a nossa última fronteira de óleo e gás, antes da consolidação da transição energética. Porque ninguém sabe precisar em quanto tempo, infelizmente, ainda nós vamos precisar da fonte energética dos combustíveis fósseis.”

 

NVC – Antes da cerimônia de posse, o presidente Lula visitou o Núcleo de Visualização e Colaboração (NVC) da empresa, um laboratório onde são realizados estudos com modelos digitais de plataformas (digital twins), reservatórios de petróleo, fluidodinâmica, afloramentos, rochas, etc. O laboratório é composto de telas e óculos 3D, além de estrutura para apresentações em formato de miniauditório. No local, Lula assistiu a uma demonstração do Campo de Marlim em 3D, com suas características geológicas.

 

PRÊMIO OTC – O conteúdo apresentado a Lula e sua comitiva na visita ao NVC estava relacionado ao último prêmio Offshore Technology Conference (OTC), maior conferência mundial da indústria de petróleo e gás em águas profundas, que premiou as inovações implementadas pela Petrobras na Bacia de Campos, em especial no Campo de Marlim. Durante a premiação, ocorrida no início de maio deste ano, em Houston (EUA), a Petrobras recebeu da OTC sua maior premiação técnica, o Distinguished Achievement Award, na categoria “Companhias, Organizações e Instituições” e a distinção marcou a quinta vez que a Petrobras foi premiada pela OTC.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *