Nova Iguaçu promoverá ação de mobilização e combate ao Aedes Aegypti no próximo sábado (15)

A Prefeitura de Nova Iguaçu, por meio da Superintendência de Vigilância Ambiental (SUVAM), vai promover, no próximo sábado (15), uma grande ação de mobilização e combate para evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya.

“O crescimento de casos de dengue tem chamado nossa atenção e precisamos combater o Aedes Aegypti para interrompermos sua proliferação e diminuirmos os casos de dengue”, afirma o prefeito Rogerio Lisboa.

Agentes de combate às endemias vão visitar as casas alertando à população sobre os riscos da doença, os focos de transmissão e a prevenção. A ação ocorrerá em toda a cidade, principalmente nos bairros de Austin e Comendador Soares, com utilização de carro fumacê e equipamentos portáteis com inseticida específico. Além das residências, serão visitados ferros velhos, borracharias e galpões de reciclagem.

No levantamento realizado pela Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS) desde o início do ano, Nova Iguaçu teve 112 casos confirmados de dengue. No mesmo período do ano passado foram registrados apenas três casos confirmados. Não há registro de mortes pela doença. Mas é importante que a população continue colaborando para que o número não aumente.

Os cuidados para prevenir o aparecimento do mosquito Aedes Aegypti acontecem ao longo do ano em Nova Iguaçu. As visitas dos agentes da SUVAM acontecem rotineiramente em todos os bairros, conforme cronograma, informando a população sobre como evitar o acúmulo de água parada, a forma correta de guardar pneus, garrafas, vasos de plantas, entre outros itens.

Segundo o secretário de Saúde de Nova Iguaçu, Luiz Carlos Nobre Cavalcanti, a participação da população é muito importante nessa ação.

“Combatemos regularmente os focos desses mosquitos, mas, por muitas vezes, as residências estão fechadas, o que impede um trabalho mais amplo”, comenta o secretário. “Por isso, pedimos a participação da população. Ela tem um papel muito importante nesse combate ao mosquito, pois precisamos que as pessoas abram as portas de suas residências para que nossos agentes verifiquem se há focos de Aedes Aegypti e também para conscientizá-las como evitar a proliferação”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *