Médica é presa após feto ser achado dentro de marmita na casa dela em SP

Uma médica obstetra de 40 anos foi presa após um feto guardado em um pote de marmita ser encontrado na casa dela, em Barueri, na região metropolitana de São Paulo, na tarde desta quinta-feira. De acordo com a Polícia Civil, o caso foi denunciado pela babá da filha da mulher.

No local, os agentes acharam um recipiente com tampa transparente, enrolado em sacolas plásticas, em uma parte do quarto da médica. Ao abrirem o pote, os policiais verificaram que nele havia um feto abortado, embalado em alguns panos ensanguentados.

A mulher, proprietária do imóvel, foi conduzida à Delegacia Central de Barueri para prestar esclarecimentos. Segundo as autoridades, ela contou que sofreu um aborto espontâneo em outubro do ano passado. Desde então, ela guardava o feto no armário do quarto.

A médica também afirmou aos agentes que não sabia que era necessário comunicar as autoridades sobre o corpo. Depois do ocorrido, policiais do IML (Instituto Médico Legal) revistaram no apartamento da mulher e apuraram supostos crimes praticados por ela.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *