Máscara, folha, adesivo… motoristas são detidos circulando em veículos com placas cobertas

Em 1 mês e meio, a Guarda Municipal do Rio de Janeiro parou 8 veículos andando com parte da placa coberta, o que pode ser considerado crime de trânsito.

Nos flagrantes, que começaram no fim de fevereiro, agentes encontraram adesivosfolhas de árvore e até máscaras para Covid tapando a identificação.

A maioria dos veículos parados estava usando a “gambiarra” para andar pelas pistas exclusivas do BRT da Avenida Brasil — desde a semana passada, 2 das 4 faixas do corredor expresso estão proibidas para carros de passeio.

Como a placa não pode ser lida pelas câmeras ou pelos agentes, os motoristas se veem livres para cometer quaisquer infrações de trânsito.

Na semana passada, foram 3 flagrantes em 2 dias. Os carros foram rebocados, e os motoristas, levados para a delegacia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *