Justiça do Rio decreta falência da empresa do Faraó dos Bitcoins

O Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ) decretou, nesta quinta-feira (16), a falência da G.A.S. Consultoria, empresa do Glaidson Acácio dos Santos, o Faraó dos Bitcoins. Em agosto de 2021, o ex-garçom foi preso por comandar um esquema ilegal de investimento. 

Ao todo, mais de 127 mil credores estão cadastrados no site do escritório do advogado Sérgio Zveiter. As vítimas tentam recuperar R$ 9,3 bilhões supostamente perdidos em investimentos feitos por Glaidson.

A G.A.S. Consultoria, com sede em Cabo Frio, na Região dos Lagos, seria utilizada para um esquema de pirâmide chamado ‘ponzi’, que prometia um retorno financeiro insustentável em relação ao total investido. A empresa recebia aportes financeira e prometia gerar lucros de 10% por mês aos clientes. Toda quantia, no entanto, ficava com Glaidson e outros sócios.

Até 2014, o Faraó dos Bitcoins trabalhava como garçom em Búzios. Cerca de 5 anos depois, ele abriu empresas de consultoria e investimento no mercado de criptomoedas. Somente a G.A.S. Consultoria possuía um capital social de R$ 75 milhões. Além disso, o esquema movimentou cerca de R$ 38 bilhões.

Atualmente, Glaidson está no Presídio Federal de Catanduvas, no Paraná. Há cerca de um mês, ele foi transferido de Bangu 1, na Zona Oeste do Rio, após uma investigação do Ministério Público do Rio. Segundo o órgão, o réu comandava um grupo de pistoleiros que tinha como objetivo monitorar e eliminar concorrentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *