14 de julho de 2024

TV Prefeito

Portal de notícias dos municípios com videos e entrevistas. Cobertura diária das cidades das regiões: Metropolitana, Serrana, Lagos, Norte, Noroeste, Médio Paraíba e Centro Sul do estado do Rio de Janeiro. O melhor da notícia está aqui.

Japeri: Programa Saúde na Escola tem boa adesão de pais e alunos da primeira infância e do fundamental

Promovida pela Prefeitura de Japeri para levar informação, vacinação e pesagem de benefício Bolsa Família aos alunos, pais e responsáveis, o Programa Saúde na Escola (PSE), esteve nesta terça-feira, (18), em duas unidades da rede, a Escola Municipal de Educação Infantil Antônio Jorge Ferreira de Aruante, no bairro Alecrim, e a Escola Municipal Jardim Belo Horizonte, na localidade que leva o mesmo nome, ambas em Engenheiro Pedreira. As unidades realizaram 163 atendimentos.  

A ação, que é uma parceria das Secretarias Municipais de Saúde e Educação, promoveu uma manhã diferente nas unidades escolares e teve grande adesão dos responsáveis, e dos alunos. Na modalidade creche, a Antônio Jorge, colecionou alguns choros pela aplicação de imunizantes para a faixa etária até quatro anos porque são injetáveis nos braços ou na coxa, mas de acordo com a enfermeiro da equipe Alecrim, Pedro Guedes, o quadro de ansiedade é normal e o choro é por uma picada importante que salva vidas.  

“Foi um dia bastante gratificante para toda a nossa equipe de saúde. Fomos bem acolhidos na unidade. Tivemos a oportunidade de preparar o ambiente e de realizar a vacinação contando com a ajuda das educadoras e dos pais, todos atentos e colaborativos. Conseguimos passar para as crianças, mesmo elas um pouco ansiosas, a explicação relacionada a vacina e mostrar sua importância”, disse o profissional.  

Segundo a técnica de enfermagem, Marcia Ferreira, cada membro da equipe teve um papel fundamental, enquanto alguns explicavam a vacina e outros distraiam as crianças com histórias, brinquedos e conversas bastante animadas. “Foram momentos desafiadores, mas com paciência e muita fé, conseguimos acalmar os pequenos e a expressão de alívio e coragem no rostinho deles foi recompensadora”, explicou destacando que cada vacinação era comemorada como uma vitória importante para um futuro mais saudável.  

“Hoje nós tivemos a prova viva disso, cada vacina no braço é um degrau para um futuro mais saudável. Foi um privilégio fazer parte de todo o movimento, foi tudo tão significativo na vida dessas famílias e na nossa enquanto profissionais de saúde”, finalizou a técnica.   

Foram disponibilizados os imunizantes contra as principais doenças da primeira infância, como meningite, pneumonia e otite; sarampo, caxumba, rubéola e varicela; difteria, tétano e coqueluche; poliomielite, hepatite B e febre amarela. E para os alunos do ensino fundamental, além da atualização da caderneta vacinal, foi disponibilizada a vacina do HPV, liberada a partir dos nove anos.  

 

Adesão de alunos do ensino fundamental na Escola Jardim Belo Horizonte 

Já na Escola Jardim Belo Horizonte, de ensino fundamental, os alunos foram muito interativos com a palestra sobre violência e se mantiveram atentos, esclarecendo suas dúvidas e ofertando também muita troca de conhecimentos sobre situações que vivenciam no cotidiano e a forma como são retratadas em jornais, livros e revistas.  

Para a subsecretária de Atenção Básica, Helen Santos, o impacto do PSE está na sua capacidade de atuar tanto com crianças que estão com o pensamento aberto para a absorção de conhecimento, como aquela que já possui algum discernimento. O programa é mais um alimentador com informações sobre saúde, proteção do corpo e qualidade de vida. 

“Para os pequenos somamos a tudo que estão aprendendo um mundo de descobertas sobre ciência, ao mesmo tempo que promovemos uma orientação dirigida aqueles que estão na transição entre a infância e a adolescência, como os alunos do ensino fundamental. Por isso temos a certeza do impacto do PSE, por essa dinâmica de conversar com todos os públicos, dos alunos que vão replicar e cobrar a mudança de atitude dos responsáveis, até os próprios pais”, explicou a gestora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *