Japeri apresenta Plano de Trabalho Integrado para Saúde Mental

Integrar as secretarias de Saúde e Assistência Social para ofertar a população assistida nos setores de saúde mental um atendimento com mais agilidade e qualidade. Para isso, os dois órgãos da Prefeitura de Japeri se reuniram na última terça-feira, (14), no auditório do Centro Municipal de Especialidades (Cemes), em Engenheiro Pedreira. 

Com objetivos específicos de aprimorar, integrar e humanizar o atendimento aos pacientes da saúde mental, o encontro contou diversos trabalhadores que atuam na assistência direta e encaminhamento das demandas dessa população.  

Para a subsecretaria de Atenção Especializada, Tatiana Soares, o setor de saúde mental da cidade vive um momento de integração em todas as suas nuances. O objetivo é que toda a rede conheça e reconheça esse paciente que não vai precisar iniciar um novo histórico a cada setor ou departamento que ele utilize, o setor poderá ser mais direto na necessidade porque a matriz desse usuário já vai estar referenciada.  

“A nossa comunicação integrada vai dar a ele agilidade de atendimento e maior qualidade de vida. Nosso objetivo é que com encaminhamentos responsabilizados e acompanhamentos conjuntos esse indivíduo tenha os direitos garantidos em tempo e qualidade com respostas mais rápidas às suas necessidades”, disse a gestora. 

Presente no evento, o secretário de Assistência Social, André Luiz, destacou que as iniciativas que agilizam os atendimentos também tornam mais céleres a garantia de direitos e acesso aos benefícios. “Estamos todos juntos nesse novo momento da assistência social de Japeri que busca essa integração e comunhão entre os diversos setores para que nossos munícipes possam ter os encaminhamentos corretos nos diversos segmentos e acessem sem atraso seus benefícios e direitos”, declarou o gestor na roda de conversa que se tornou o evento.  

A coordenadora do Programa de Saúde Mental, Lucilene Maia, destacou que o encontro fortalece a rede territorial de cuidados e constrói uma organização conjunta entre as políticas intersetoriais. “Buscamos através das vivências apresentadas, o aprimoramento, a integração e a humanização do nosso atendimento que não fica restrito aos protocolos. Eles nos norteiam, mas nosso olhar é direcionado pelo atendimento humanizado”, finaliza a profissional.  

Participaram do evento os profissionais dos Cras Centro Japeri, Nova Belém, Santa Amélia, Mucajá, Chacrinha e Alecrim, além do Centro de Acolhimento Infantil, Cadastro Único e Criança Feliz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *