F1: entenda por que Lando Norris teve pole retirada e devolvida

Foi pole position, ou não foi? A McLaren viveu tensos segundos de dúvida na madrugada desta sexta-feira no GP da China, até a primeira colocação de Lando Norris ser confirmada na classificação da corrida sprint. A chuva que caiu no Circuito de Xangai no fim da sessão foi a grande causadora de uma confusão que levou a última volta do piloto britânico ser deletada e, depois, devolvida.

 

Começou a chover entre o fim do SQ2 e o início do SQ3. Os dez pilotos restantes na disputa adotaram os pneus intermediários, mas sofreram com a falta de aderência na pista: Charles Leclerc, Max Verstappen e Lando Norris foram os primeiros a escaparem do traçado; o monegasco da Ferrari chegou a rodar e bater de leve na curva 2.

No minuto final do SQ3, começou o revezamento na liderança pela pole provisória: Sergio Pérez desbancou Oscar Piastri, colega de Norris na McLaren. Em sequência, Fernando Alonso fechou sua volta como o líder, temporariamente; ao mesmo tempo, Verstappen foi parar na brita na 16ª e última curva, chegando na reta principal.

Carlos Sainz quase escapou no mesmo trecho, e Norris saiu definitivamente da pista, o que fez sua volta – a terceira mais rápida, ser deletada. Enquanto isso, Lewis Hamilton anotava o melhor giro da sessão e o britânico da McLaren achava tempo para uma tentativa final. Assim, ele foi do oitavo lugar para a pole provisória, mas, novamente, sua volta foi deletada – só para ser validada segundos depois.

O que explica a decisão dos comissários do GP da China é o fato de que, neste fim de semana, o diretor de provas Niels Wittich decidiu que os limites de pista não implicariam na exclusão da volta acusatória e nem da volta seguinte do piloto. Na nota do diretor, publicada antes do fim de semana, o artigo 13 sinaliza que só a volta infratora será deletada nesses casos.

“De acordo com as disposições do Artigo 33.3, as linhas brancas definem os limites da pista. Durante a classificação e a corrida, toda vez que um piloto não se mantiver dentro dos limites da pista, isso resultará na invalidação do tempo de volta invalidado pelos comissários”, diz o trecho.

Nota do diretor de provas do GP da China da F1 2024 — Foto: FIA

O Artigo 33 do Regulamento Esportivo da F1, que determina que “os pilotos devem fazer todos os esforços razoáveis para usar a pista em todos os momentos e não podem sair da pista sem um motivo justificável” não pode ser anulado. Porém, a interpretação da regra pode variar a cada grande prêmio; o diretor de provas deve sinalizar, com antecedência, os critérios e exceções adotados.

No GP do Bahrein de 2024, por exemplo, exceder os limites de pista na curva 15 faria com que a volta incorreta e a volta seguinte do piloto infrator fossem deletadas, mas no restante da pista, somente a volta fora do traçado seria invalidada. A exceção foi sinalizada na nota do diretor de provas:

“(…) Durante a classificação e a corrida, toda vez que um piloto não respeitar os limites da pista, o tempo da volta será invalidado pelos Comissários Desportivos. Além disso, toda vez que um piloto não respeitar os limites da pista na entrada ou saída da curva 15, esse tempo de volta e o tempo de volta imediatamente posterior serão invalidados pelos comissários”.

Nota do diretor de provas no GP do Bahrein da F1 2024 — Foto: FIA

No caso de Norris nesta classificação sprint, sua última volta, que valeu a pole na prova deste sábado, pode ter sido deletada por um erro dos comissários, o que explica sua devolução quase imediata: entre o comunicado da exclusão da volta, e o aviso da devolução, passaram-se exatos 49 segundos.

– Nós estávamos preparados para brigar contra aquela decisão. Mas acho que a volta dele foi deletada porque, na volta anterior, Lando saiu da pista na última curva; só que ali você perde muito tempo na volta seguinte porque sua velocidade inicial será muito menor. Os comissários podem ter percebido isso. Lando merece a pole position, que bom que a volta dele foi devolvida. As condições foram muito extremas por causa da baixa aderência dos pneus intermediários (à pista). Dava pra ver os pilotos saindo do traçado, o que não é normal, mas reflete o quão baixa era a aderência. Lando se saiu muito bem – avaliou Andrea Stella, chefe de equipe da McLaren.

Emitido logo após o fim da sessão, um documento que detalha as voltas deletadas na classificação sprint revela que Verstappen e Pérez também tiveram apenas suas voltas infratoras na curva 16 deletadas, e não suas tentativas subsequentes.

Por isso o tricampeão da RBR, que chegou a cair para décimo após ter a primeira volta excluída, pôde manter sua tentativa final e garantir o quarto lugar no grid da corrida de curta distância deste sábado. De igual modo, Norris teve sua pole preservada e largará ao lado de Hamilton, da Mercedes.

A corrida sprint deste fim de semana, prevista para o sábado, será a primeira de um total de seis em 2024. O formato ainda será visto nos GPs de Miami, Áustria, Estados Unidos, São Paulo e Catar. 

Infos e horários - GP da China da F1 2024 — Foto: Infoesporte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *