Estátua de bronze de 1,60 metro é furtada no Cemitério São João Batista

Uma estátua de bronze de 1,60 metro de altura foi furtada do Cemitério São João Batista, em Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

A peça ficava no mausoléu do escritor e médico Cláudio de Souza, que fez parte da Academia Brasileira de Letras (ABL).

Ninguém sabe como o objeto foi retirado e carregado para fora do cemitério.

Marconi Andrade, fundador do SOS Patrimônio, acredita que o adorno foi roubado no fim de semana retrasado.

Um pé de cabra foi encontrado jogado na base do mausoléu, que fica na alameda principal do cemitério.

Desde 2014, o São João Batista é administrado pela Rio Pax.

O que diz a concessionária

Em nota, a Rio Pax informou que “atua ativamente na segurança de seus Cemitérios”. “Esclarecemos, ainda, que será aberto procedimento interno para apuração do caso em questão”, emendou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *