Dia mundial do meio ambiente: Detran.RJ já destinou 140 toneladas de placas de automóveis para cooperativas de reciclagem

O Detran.RJ mantém acordos de cooperação com 12 cooperativas de reciclagem do estado para dar destinação adequada a resíduos recicláveis descartados no edifício-sede e nos postos do departamento. Desde dezembro de 2022, quando as cooperativas foram escolhidas por chamamento público, 140 toneladas de placas retiradas de carros e motos foram coletadas nos postos e encaminhadas para reciclagem.
Como resultado deste trabalho, cerca de 200 famílias de catadores ligadas às cooperativas têm garantia de emprego e renda. Além de cumprir sua função social e contribuir para a economia solidária, o Detran.RJ promove a sustentabilidade, pois a reciclagem de um quilo de alumínio economiza a extração de cerca de quatro a cinco quilos do minério bauxita. E consome apenas cerca de 7% da energia elétrica usada na produção primária deste metal.
Também são destinados para reciclagem nas cooperativas materiais como papelão, plástico e metal. Por este motivo, o Detran.RJ tem uma estratégia de engajamento de seus servidores na separação dos resíduos gerados em suas dependências. Nesta terça-feira (4/6), véspera do Dia Mundial do Meio Ambiente, um grupo de servidores visitou a Cooper Ecológica, em Jardim Gramacho, Duque de Caxias, uma das cooperativas de reciclagem conveniadas para coletar resíduos do departamento.
Durante a visita, os servidores foram informados de como o resíduo é tratado quando chega aos postos de coleta e o caminho até as placas de automóveis serem prensadas para que o alumínio seja vendido e possa gerar renda. Os acordos com as cooperativas de reciclagem foram conduzidos pelas Comissões de Sustentabilidade e de Coleta Seletiva do Detran.RJ.
O departamento integra a rede de sustentabilidade ReciclaPorto, em parceria com órgãos como Ministério Público Estadual, Defensoria Pública, Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Instituto Nacional de Tecnologia, Tribunal Regional Federal da 2ª Região, Seção Judiciária do Rio de Janeiro, PortosRio, Superintendência Federal de Agricultura, Hospital Federal dos Servidores do Estado, Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro e Agência Nacional de Saúde Suplementar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *