CNEFE: IBGE antecipa microdados de cadastro de endereços para auxiliar gestores do Rio Grande do Sul

O IBGE divulgou, nesta terça (21), de maneira antecipada, os microdados do Cadastro Nacional de Endereços para Fins Estatísticos (CNEFE). A medida é mais um esforço do Instituto para disponibilizar, com a maior celeridade possível, informações que possam auxiliar a situação de calamidade enfrentada pelo Rio Grande do Sul. A divulgação completa será no dia 14 de junho.

Em fevereiro, o IBGE já havia divulgado as Coordenadas Geográficas das Espécies de Endereços do Censo Demográfico 2022. A novidade desta divulgação é a informação dos atributos completos de endereçamento dos mais de 106 milhões de endereços coletados, de acordo com o padrão utilizado pelo IBGE, incluindo logradouro, número e modificador, complemento, localidade, CEP, espécie da unidade visitada, tipo de edificação, nomes dos estabelecimentos, entre outros. Também foi disponibilizado o dicionário de dados com a caracterização do conteúdo e um documento com orientações de uso por conta dessa antecipação.

O CNEFE é constituído com dados do país inteiro, mas a ideia de antecipar a divulgação em algumas semanas é oferecer uma grande fonte de informações para enriquecer e incrementar o trabalho dos gestores, técnicos e profissionais que estão atuando no Rio Grande do Sul.

A diretora de pesquisas do IBGE, Elizabeth Belo Hypolito, destaca o empenho de todo o Instituto no suporte aos governos Federal, Estadual e municipais “O IBGE tem se reunido constantemente para discutir ações que possam auxiliar no trabalho no Rio Grande do Sul. As diretorias e a Superintendência Estadual estão fazendo um esforço conjunto. E essa antecipação dos microdados do CNEFE foi uma das medidas que conseguimos viabilizar”, reforça.

Para a diretora de Geociências, Ivone Lopes Batista, “a divulgação dos endereços coletados no Censo Demográficos 2022 permitirá o georreferenciamento de cadastros oficias que possibilitam a identificação, por exemplo, de populações vulneráveis, e auxiliam no apoio a reconstrução das áreas afetadas no Rio Grande do Sul”.

Eduardo Baptista, gerente do cadastro, ressalta a importância da divulgação dos microdados. “Será possível fazer uma análise ampla sobre os endereços atingidos, visando atender à sociedade na prestação de apoio às pessoas atingidas e no planejamento de restauração dos locais que precisarão ser reconstruídos”, afirma.

As informações poderão ser consultadas em arquivos de tabela ou plataformas de exploração de manipulação de dados geográficos. “Além da análise dos dados do próprio CNEFE, o usuário poderá cruzar os dados com outras bases existentes em instituições públicas e privadas, como cadastros de bairros e localidades atingidas oriundos das prefeituras e do Governo do Estado”, exemplifica Baptista.

A divulgação completa do CNEFE será no dia 14 de junho, quando serão disponibilizados os materiais complementares com notas metodológicas e arquivos com dados do CNEFE agregados por CEP. Os dados poderão ser baixados ou explorados através das plataformas de visualização de dados do IBGE – no hotsite do Censo Demográfico 2022 e na Plataforma Geográfica Interativa (PGI).

Em casos de dúvidas, o atendimento por telefone (0800 721 8181) está disponível, bem como o Fale Conosco e demais canais encontrados na área de Atendimento do site do IBGE, que pode ser acessado clicando aqui.

 

Mais sobre o CNEFE

O Cadastro Nacional de Endereços para Fins Estatísticos (CNEFE) é um repositório público, mantido pelo Instituto, com informações sobre domicílios e estabelecimentos edificados, formais e informais, em todo o país. Criado em 2005, a partir dos dados coletados pelo Censo 2000, o cadastro de endereços é utilizado como ferramenta para planejamento das pesquisas do IBGE. No caso das pesquisas amostrais, como a PNAD Contínua, que monitora o emprego no país, por exemplo, é insumo primordial para a seleção dos endereços que participarão da coleta. Como arquivo público, o CNEFE também é usado por gestores públicos e privados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *