13 de julho de 2024

TV Prefeito

Portal de notícias dos municípios com videos e entrevistas. Cobertura diária das cidades das regiões: Metropolitana, Serrana, Lagos, Norte, Noroeste, Médio Paraíba e Centro Sul do estado do Rio de Janeiro. O melhor da notícia está aqui.

Câmara do Rio de Janeiro aprova projeto para construção de autódromo

A cidade do Rio de Janeiro está mais perto de voltar a ter um autódromo. Nesta terça-feira, a Câmara dos Vereadores aprovou o projeto de lei para a construção de um circuito no bairro de Guaratiba, na Zona Oeste. O PLC 162/2024 foi aprovado com 35 votos a favor e somente um voto contrário.

 

O projeto agora segue para sanção ou veto do prefeito Eduardo Paes. A aprovação, contudo, não deverá encontrar resistência, já que o gestor municipal é a favor do empreendimento e propôs a PLC em março deste ano. Também nesta terça, na mesma sessão, o projeto de lei do potencial construtivo para a reforma de São Januário, estádio do Vasco, foi aprovado por unanimidade.

O projeto de lei estabelece um trecho situado próximo à estação de BRT Mato Alto, entre a Avenida Dom João VI e a Estrada da Matriz, em Guaratiba, como o local de construção para o novo autódromo. O PLC determina diversas intervenções na região, como a criação de novas estações de BRT e o incentivo a atividades culturais e shows, quando não estiverem acontecendo corridas.

Antes da votação, os vereadores discutiram a matéria e se mostraram favoráveis à construção. Rosa Fernandes, do PSD, citou a possibilidade da cidade voltar a receber a Fórmula 1, já que atualmente as corridas no Brasil acontecem no autódromo de Interlagos, em São Paulo. A categoria possui contrato com o circuito paulistano até 2025.

– Enfim uma luta de muitos anos é retomada. Isso era muito sentido por todos que gostam de corridas. A Zona Oeste é contemplada com este novo desenho, levando desenvolvimento, alegria e participação para a região. É um projeto muito legal. A grande maioria tem que ir para São Paulo e não pode curtir aqui – disse Rosa Fernandes.

Edson Santos (PT) endossou o coro e também se mostrou favorável. O vereador alertou para a importância do turismo no Rio e também para o crescimento da região onde poderá ser construído o autódromo.

– Projeto de suma importância para a cidade do Rio de Janeiro. Tínhamos até o início da década de 1990 o autódromo onde hoje é o Parque Olímpico e sediávamos as corridas de Fórmula 1 em nosso país. Era um momento alto do turismo em nossa cidade, gerava muita renda. Está comprovado que eventos de porte internacional são fundamentais. O Rio ter novamente um autódromo é muito bom para nossa cidade. Estará num local onde a cidade direciona seu crescimento, e o autódromo pode ser uma âncora para isso. Vejo como positiva a construção.

 

O Rio de Janeiro não tem um autódromo desde 2012, quando foi demolido o que existia no bairro de Jacarepaguá, também na Zona Oeste da cidade, casa da Fórmula 1 no Brasil entre 1981 e 1989. O circuito deu lugar ao Parque Olímpico do Rio de Janeiro, complexo esportivo e de lazer para os Jogos Olímpicos de 2016. Em 2021, a Prefeitura do Rio arquivou o projeto de construção de uma nova pista de corrida em Deodoro, na Zona Norte.

O projeto

A proposta estabelece uma Operação Urbana Consorciada (OUC), em que o potencial construtivo não utilizado no terreno em Guaratiba poderá ser negociado para aplicação em outras regiões da cidade.

A operação funciona da seguinte forma: a legislação urbanística da cidade determina limites para edificações nas diferentes regiões da cidade, ou seja, quanto poderá ser construído em um terreno em cada bairro. No caso do autódromo, só uma parte desse limite será utilizado – já que não há construções na pista por exemplo. O projeto permite que essa área de construção permitida, mas não utilizada, seja negociada para ser aplicada em outras regiões, onde a área máxima construída seria menor pela legislação local.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *