22 de julho de 2024

TV Prefeito

Portal de notícias dos municípios com videos e entrevistas. Cobertura diária das cidades das regiões: Metropolitana, Serrana, Lagos, Norte, Noroeste, Médio Paraíba e Centro Sul do estado do Rio de Janeiro. O melhor da notícia está aqui.

Brasil vence Holanda de virada na Liga das Nações masculina de vôlei

O Brasil abriu com uma vitória de virada a última semana da fase classificatória da Liga das Nações masculina de vôlei. Nesta terça-feira, a seleção brasileira contou com Darlan para ofuscar o brilho de Nimir, maior pontuador da competição. O Brasil venceu a Holanda por 3 sets a 1 em Manila, nas Filipinas – parciais de 24/26, 25/23, 31/29 e 25/20.

Nimir foi o maior pontuador da partida, com 38 acertos, assumindo a liderança do ranking de pontuadores da Liga das Nações. Darlan foi o destaque do Brasil, com 26 pontos.

Com o resultado, o Brasil chegou a seis vitórias em nove jogos na Liga das Nações e continuou na zona de classificação para a fase final. Os brasileiros sobem para a terceira posição, com 19 pontos, mas pode ser ultrapassado ainda nesta terça pelo Japão, que encara o Canadá. A França e a Polônia também podem recuperar a posição perdida para o Brasil na quarta-feira, dia de descanso para os brasileiros.

Os comandados do técnico Bernardinho voltam à quadra de Manila na quinta-feira, às 8h (de Brasília), para encarar os Estados Unidos. Canadá e França são os últimos adversários do Brasil na fase classificatória da Liga das Nações.

O jogo

 

A força de Nimir
Os principais atacantes do Brasil demoraram a entrar no jogo. Em um primeiro set equilibrado, o meio de rede foi a saída para a seleção brasileira, com cinco pontos de Flávio e quatro de Lucão. A Holanda, por sua vez, contou com a força do oposto Nimir. Um dos maiores pontuadores desta Liga das Nações, o capitão holandês anotou 11 pontos só na primeira parcial para desequilibrar a favor da Holanda, que venceu o set por 26 a 24.

Darlan puxa reação
No segundo set, foi o oposto do Brasil quem brilhou e fez a diferença. Darlan calibrou a mão e anotou 10 pontos na parcial, puxando a reação brasileira. Nimir continuou dando trabalho com mais sete pontos, mas não foi o suficiente para guiar os holandeses à vitória no set. Lucão fechou a conta para o Brasil: 25 a 23.

Saque holandês falha
O Brasil levou o terceiro set graças aos erros dos adversários. Só no saque os holandeses cederam 10 pontos na parcial. Ainda assim o set foi equilibrado, porque Nimir anotou mais 12 pontos. Na reta final, os brasileiros foram mais precisos e fecharam com um bloqueio de Flávio: 31 a 29.

No embalo dos irmãos Darlan e Alan
A Holanda continuou errando bastante, e o Brasil aproveitou para abrir vantagem. Darlan mais uma vez foi o principal pontuador da parcial, com sete acertos. O irmão Alan o substituiu e manteve o ritmo, cabendo a ele fechar a partida: 25 a 20.

Formato da liga

A Liga das Nações tem dois grupos com oito equipes cada. As 16 seleções foram classificadas do 1º ao 16º lugar no ranking mundial da FIVB após o término da última edição da VNL, em julho de 2023. Na primeira fase, cada equipe joga 12 vezes, em três etapas diferentes, contra adversários igualmente fortes: três partidas contra equipes classificadas do 1º ao 4º lugar no ranking, três contra seleções classificadas do 5º ao 8º, três contra equipes classificadas do 9º ao 12º e, finalmente, três contra seleções classificadas do 13º ao 16º. Cada jogo vale pontos para a tabela classificatória.

Ao final das três rodadas, que acontecem em três semanas entre maio e junho, as sete melhores equipes e o país que sedia as finais, que este ano é a Polônia, avançam à última fase. As disputas de quartas de final, semifinais e finais serão no formato mata-mata, entre 27 e 30 de junho.

Alemanha, Brasil, Estados Unidos, Japão, Polônia, Canadá e França já garantiram vaga para Paris. São sete cotas preenchidas das 12. Ainda restam cinco, que serão definidas pelo ranking mundial no dia 24 de junho, após a primeira fase da Liga das Nações de 2024. Não há equipes africanas disputando a VNL, mas a África, ainda sem representação, terá prioridade na busca por um lugar nas Olimpíadas.

Os times participantes da VNL 2024 são: Alemanha, Argentina, Brasil, Bulgária, Canadá, Cuba, Eslovênia, Estados Unidos, França, Irã, Itália, Japão, Países Baixos (Holanda), Polônia, Sérvia e Turquia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *