Balança comercial tem superávit de US$ 35,9 bi de janeiro a maio, e cresce 3,9%

Exportações do mês de maio de 2024 somaram US$ 30,3 bi e as importações US$ 21,8 bi, com saldo positivo de US$ 8,5 bi e corrente de comércio de US$ 52,1bi. Esses foram alguns dos resultados apresentados nesta quinta-feira (6/6), pela Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (Secex/MDIC), durante Coletiva da Balança Comercial.

Já o acumulado de janeiro a maio mostra exportações de US$ 138,8 bi e importações de US$ 102,9 bi, com saldo positivo de US$ 35,9 bi e corrente de comércio de US$ 241,7 bi. O saldo é 3,9% superior ao de igual período do ano passado.

Comparativo Totais

No comparativo apenas entre os meses de maio de 2023 e maio de 2024, houve recuo nas exportações (de US$ 32,7 bi para US$ 30,3 bi), mas crescimento nas importações (US$ 21,69 bi para US$ 21,8 bi). Assim, a corrente de comércio totalizou US$ 52,1 bi (- 4,1%) e o saldo ficou em US$ 8,53 bi (- 22,5%)

Já no acumulado do ano, as exportações subiram de US$ 135,6 bi em 2023 para US$ 138,8 bi (2,3%) e as importações de US$ 101,1 bi para US$ 102,9 bi (1,8%), com a corrente de comércio totalizando US$ 241,7 bi (+ 2,1%).

Exportações por Setor e Produtos

No mês de maio/2024, comparando com igual mês do ano anterior, o desempenho dos setores foi o seguinte: queda de US$ 1,7 bi (-18,5%) em Agropecuária; crescimento de US$ 0,94 bilhões (13,8%) em Indústria Extrativa e queda de US$ 1,5 bi (-9,2%) em produtos da Indústria de Transformação.

No acumulado do ano, o desempenho dos setores foi: queda de US$ 3,28 bi (-9,4%) em Agropecuária; crescimento de US$ 6,68 bilhões (22,9%) em Indústria Extrativa e queda de US$ 0,01 bi em produtos da Indústria de Transformação.

Importações por Setor e Produtos

Já nas importações, o desempenho dos setores entre os meses de maio foi: crescimento de US$ 0,18 bi (53,4%) em Agropecuária, crescimento de US$ 0,19 bilhões (12,9%) em Indústria Extrativa e queda de US$ 0,23 bi (-1,2%) em produtos da Indústria de Transformação.

No acumulado do ano, as importações cresceram US$ 0,45 bilhões (22,6%) em Agropecuária, caíram US$ 0,38 bilhões (-5,1%) em Indústria Extrativa e cresceram US$ 1,84 bilhões (2,0%) em produtos da Indústria de Transformação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *