Após registro de 40 cães envenenados na Barra, Comlurb faz limpeza pesada de calçadas e canteiros; 6 animais morreram

A Polícia Civil investiga o envenenamento de cerca de 40 cães no Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Em pelo menos 6 casosos animais morreram. Após as denúncias, a Comlurb, empresa de limpeza urbana da capital fluminense, realizou uma lavagem pesada das ruas da região.

A suspeita é que uma substância tóxica tenha sido colocada pelas administrações dos condomínios da área nos canteiros para evitar a proliferação de ratos e insetos e isso tenha causado o envenenamento dos cachorros.

Uma das vítimas de intoxicação é a Mel, uma cadela sem raça definida de 11 anos de idade, que morreu no mês passado. Ela sempre circulava pelas ruas com a tutora e a passeadora.

“Ela estava passeando no dia e não conseguiu passear normal. Ela voltou para casa e começamos a observar que ela não estava se levantando, não se movia muito. Eu a levei ao veterinário na hora do almoço e lá ela desfaleceu”, contou Juliana Salinas, tutora da cadela.

 

Juliana Salinas e a cadela Mel — Foto: Arquivo pessoal/ Juliana Salinas

Juliana Salinas e a cadela Mel

 

Ela explicou que a Mel estava com um quadro de dor aguda, com pancreatite e gastrite severas. Os veterinários alertaram que era um caso de intoxicação. Dois dias depois, o animal morreu.

“Foi muito rápido, ela ficou sem comer neste período. Não conseguiu se reanimar. Foi no dia 8 de maio, e os casos não pararam”, disse Juliana.

As investigações acontecem com o apoio da Comissão de Defesa dos Animais da Câmara Municipal da capital fluminense.

“A gente ainda não sabe se esse envenenamento foi deliberado, se foi uma pessoa que colocou o veneno, ou alguma empresa que aplicou algum produto tóxico. A gente faz um apelo aos síndicos, aos administradores de condomínio, não só do Jardim Oceânico, mas de toda a cidade, para que não utilizem produtos tóxicos em canteiros. Porque isso pode causar danos tanto nos animais quanto nas pessoas, e pode também levar à morte”, disse Luiz Ramos Filho, presidente da Comissão de Defesa dos Animais da Câmara do Rio.

A Polícia Civil informou que duas pessoas fizeram o registro da morte de cães no bairro. O caso é investigado pela Delegacia de Proteção do Meio Ambiente (DPMA).

Cauã Reymond

O ator Cauã Reymond denunciou, neste fim de semana, o envenenamento de 2 de seus cães.

Um deles, chamado Romeu, não resistiu e morreu. A cadela Shakira segue internada.

A Polícia Civil investiga se o caso tem relação com os outros envenenamentos.

Cauã Reymond publica vídeo em que diz que seus cachorros foram envenenados — Foto: Reprodução/Instagram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *